iFolha - Primavera pede pratos coloridos e saudáveis

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Outubro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 14/10/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 16 de Setembro, 2019 - 15:57
Primavera pede pratos coloridos e saudáveis

01: A reeducação alimentar é uma escolha, um modo de vida. É preciso conscien- tização e alegria em adotar a nova maneira de se relacionar com os alimentos / GB Imagem

 

02: Os pratos coloridos são muito saudáveis. A mistura de frutas, verduras e legumes é sempre bem-vinda! / GB Imagem

 

E estão chegando às flores; setembro, uma das épocas mais bonitas do ano. É tempo de as plantas brotarem, tudo se renova. A temperatura começa a subir mais e mais, uma animação toma conta das pessoas. Dá vontade de se renovar junto com a Primavera. É inevitável dar uma espiadinha nas tendências da moda para o Verão e assim renovar o guarda-roupa e o visual.

Mas – tem que ter sempre o “mas” – as extravagâncias cometidas no Inverno se instalaram na região do abdômen e dos quadris. A primeira medida, intensificar a queima de calorias. Fazer exercícios, caminhar mais e comer menos.

Ficar com fome? Nem pensar, além de significar sofrimento, faz mal à saúde. O jeito então é relembrar a boa dica da reeducação alimentar aproveitando que com o tempo mais quente, fica bem mais fácil ingerir saladas e outros alimentos crus.

Assim, diga “olá” para a temporada de frutas e verduras, além de cereais integrais e líquidos para manter uma boa hidratação. Os alimentos típicos desta época do ano são os mais coloridos, como vermelho, laranja, roxo e verde, sendo os grandes hits a abóbora, a berinjela, a beterraba, a cenoura e o morango.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde e a Organização Pan-americana da Saúde, ao menos 60% das mortes em todo o mundo poderiam ser evitadas ou adiadas se houvesse um consumo mínimo diário de cinco porções - ou 400 gramas - de legumes, folhas e frutas.

Uma alimentação leve é mais indicada para esse período, uma vez que o organismo necessita de menos calorias para manter o corpo com a temperatura equilibrada.

Os especialistas no assunto aconselham que o ideal é manter sempre um padrão alimentar através de uma reeducação orientada por nutricionistas, priorizando sempre a qualidade dos alimentos e não tanto à sua variedade. Resumindo: a alimentação ideal está ao alcance de todos, pois é composta de itens simples que fazem parte do nosso dia a dia. O arroz e feijão continuam sendo as estrelas da mesa.

Vale algumas dicas. Aposte em uma dieta equilibrada, rica em frutas, legumes, verduras e fibras e fuja dos alimentos gordurosos.

Beba cerca de dois litros de líquidos ao dia, que podem aumentar de acordo com a atividade física; coma as frutas com casca e semente para aumentar a ingestão de fibras e junte a reeducação alimentar aos exercícios físicos.

Vale lembrar que “passar fome” não é reeducação alimentar. Faça regularmente cinco ou seis refeições ao dia, dividindo o total de sua dieta diária em porções, nunca deixe o estômago vazio, pois isto dificulta o metabolismo.

Na geladeira, deixe sempre disponível um lanchinho, invista em gelatinas e iogurte, frutas, sucos naturais, pão integral, requeijão light, barrinha de cereais. Corte cenoura em palitos e consuma entre o café da manhã e o almoço, por exemplo; podem ser levadas ao trabalho dentro de um potinho fechado.

Se a opção do almoço for restaurante self-service, com buffet recheadíssimo, respire fundo e vá direto às saladas. Olhe apenas para as verduras e legumes temperando-os com sal, pouco azeite e limão, que pode ser aquele que está guarnecendo algum outro prato. Depois, “ataque” de arroz e feijão e carne grelhada (pedaço pequeno).

No início de sua nova fase, poderá ser difícil, mas você se acostumará depressa e agradecerá a si mesmo quando perceber os primeiros resultados, ou seja, mais disposição e corpo enxuto.

E vale repetir a dica, consulte um nutricionista, assim você terá um cardápio personalizado, de acordo com a sua necessidade e, principalmente, de acordo com os seus hábitos alimentares. As refeições são fonte de prazer para o ser humano e não podem ser transformadas em sofrimento, nada pior do que ingerir alimentos dos quais não gostamos. Com o auxílio de um profissional na área, determinadas preferências alimentares podem ser incorporadas à reeducação alimentar. Cultive a sua autoestima!


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
14 de Outubro, 2019
Tudo pronto - 560
14 de Outubro, 2019
Os cuidados durante a gravidez - 650
14 de Outubro, 2019
A Dona Do Pedaço – Vol. 2 – Trilha Sonora é lançado - 635
14 de Outubro, 2019
O documentário Hilda Hilst Pede Contato já está disponível - 625
14 de Outubro, 2019
Pão Integral de Aveia - 540


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites