iFolha - Tribunal reduz pena de bacharel condenado por mandar assaltar a casa de ex-namorada

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 18 de Setembro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 17/09/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 02 de Agosto, 2020 - 20:05
Tribunal reduz pena de bacharel condenado por mandar assaltar a casa de ex-namorada

DIMINUIÇÃO DE PENA!      
De vinte anos e dois meses, a pena caiu para
10 anos e 3 meses. Helder Dorta já
está preso há aproximadamente
dois anos e meio.

 

Por decisão da 3.ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, caiu pa­ra metade a pena da condenação do bacharel em direito Helder Henrique Dorta, de 31 anos (foto), condenado por contratar uma quadrilha para assaltar a e casa de ex-namorada no distrito de Baguaçu no final de maio de 2017.

De 20 anos e dois meses a pena foi reduzida para 10 anos e três meses, podendo o réu já ser colocado em liberdade.

O recurso impetrado pe­lo advogado Galib Jorge Tan­nuri, contratado pelo acusado depois da condenação em primeira instância, foi julgado na terça-feira, 28. Nesse caso o advogado olimpiense fez sustentação oral em favor do acusado. Usou também a palavra o procurador de jus­tiça Cézar Dorio Maria­no da Silva.

Com a redução da pena, o bacharel em direito poderá ser beneficiado para cumprir o restante da pena em liberdade, seja em decorrência de prisão aberta ou do livramento condicional. Helder Dorta já está preso há aproximadamente dois anos e meio.

CONDENAÇÃO

EM PRIMEIRA

INSTÂNCIA

Em sentença expedida pelo juiz de direito Edu­ardo Luiz de Abreu Costa, da Vara Criminal de O­lím­pia, em dezembro de 2019, o bacharel em direito e estudante de p­sicolo­gia Helder Hen­ri­que Dorta, foi condenado há vinte a­nos, um mês e vinte e dois di­as, em regime fechado.

Ele foi acusado de mandar roubar a casa de sua ex-namorada Diene Fer­re­ira, de 22 anos, moradora no distrito de Ba­gua­çu, em 2017. O acusado está preso na penitenciária compacta de Irapuru, na região de Presidente Prudente.

Não foi concedido o direto dele recorrer em liberdade em razão de a justiça considerar que ele ainda permanecia, à época, com os mesmos motivos da preventiva, ou seja, representar perigo a sociedade.

O ASSALTO

Como se recorda, Hel­der Dorta, morador em Ca­tan­duva, inicialmente foi preso provisoriamente em julho de 2017, tendo depois sido decretada sua prisão preventiva, tendo ele permanecido preso até a condenação.

Dorta é acusado de ter contratado uma quadrilha de Catanduva para roubar a casa de sua ex-namorada em Baguaçu. Ele queria o celular e o notebook, para saber com quem ela estaria se relacionando, por não a­ceitar o final do namoro.

Um dos integrantes da quadrilha foi preso e acabou contando na polícia que o mandante do roubo era Dorta.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
17 de Setembro, 2020
Após seis dias sem óbitos, Olímpia registra mais dois e chega a 50 mortes na 4.ª feira - 259
17 de Setembro, 2020
Cidade em Destaque de quinta-feira, 17, divulga em primeira mão que Thermas abre no dia 1.º de outubro e a volta dos mototáxis. - 108
17 de Setembro, 2020
Thermas confirma a reabertura do Parque Aquático em 1º de outubro - 231
16 de Setembro, 2020
Com mais 25 positivos na quarta Olímpia mantém a média de casos - 99
16 de Setembro, 2020
Secretário do Turismo cita o Thermas para ilustrar importância do turismo - 229


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites