iFolha - ""?""

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 18 de Junho de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 16/06/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 09 de Junho, 2019 - 20:29
""?""

Se não existe verdade absoluta. Se a realidade é transformada pelo cérebro de cada um em mera narrativa pessoal. Cada um descreve à sua maneira. O que resta é o questionamento. Que também só leva à certeza de que tudo é fruto da imagem mais ação = imaginação. Portanto, nunca chegaremos numa resposta verdadeira, a não ser a de que a vida é uma mera interrogação”.

Mestre Baba Zen Aranes.

“GENTEM”, ...

... se mestre Baba Zen, o grande monge “bundista” olimpiano, em suas babadas “filosoastrais”, chega à conclusão que a vida é uma incógnita, este ser “elefarantes” com cérebro “minhocante” tem o direito de estar totalmente sem entender o que está acontecendo nos bastidores da política local.

UM FATO ...

... que pode ser questionado, mas que tem fortes resquícios de estar próximo da realidade, é que as movimentações de bastidores visando a eleição municipal do ano que vem começaram há vários meses, mas, agora, com mais intensidade, inclusive, com alguns setores se postando às claras contra o atual mandatário.

PELO QUE SE ...

... depreende destas movimentações e declarações, o que se tem de oficial até agora é a declaração do prefeito Fernando Cunha de que deverá tentar a reeleição no ano que vem e um monte de balão de ensaio, ou seja, um monte de pretensos candida­tá­veis que estariam travando verdadeiras batalhas de bastidores na tentativa de poder viabilizar o no­me dentro do próprio grupo para, ao depois, ampliar o leque de apoio.

É UMA BATALHA ...

... indigesta, muitas vezes suja, em que cada um tenta construir um personagem no grande teatro da politicagem, que possa ser visto como o restaurador da glória, o caudilho, o salvador da pátria.

A AÍ, APELA-SE ...

... para tudo quando é tipo de arma. O que vale é conseguir fazer passar para a população que tem condições de ser o grande messias, aquele que conseguirá jogar mais migalhas no terreiro composto por escravos sem direito a saúde e educação de qualidade, portanto, condenados a viver como robôs, sem ter direito a enxergar que existe um mundo desconhecido que é vivido apenas por aqueles que detêm o poder, hoje, o vil metal.

VOCE PODE, ...

... até achar que está fora desta grande maioria por ter conseguido ter sua casinha, criar seus filhos e conseguir ter conhecimento suficiente para continuar trabalhando, ou mesmo sem trabalhar, passando os dias à espera da chegada do final de semana para viver o descanso e o fugir da realidade pela droga (álcool é a mais usada, pois não é proibida), mas não está, pois se esquece que é uma máquina de carne e osso programada para produzir e continuar produzindo até não poder mais e depois, quando ficar improdutivo, passar os dias esperando a morte chegar, sem saber que existe mais, que o mundo pode ser bem maior.

TENTANDO ...

... refletir sobre o candidato que seria o mais provável hoje, o próprio prefeito que, ao politizar a Saúde, teve que enfrentar sua primeira crise real, com uma grande epidemia de dengue, a situação se apresenta confusa ao extremo.

QUANTO À ...

... crise, parece que está superando, mesmo porque o próprio inverno que chega aí, deve melhorar o inferno vivido nos últimos meses até com mortes sendo regis­tradas por causa da doença transmitida por este inseto destruidor.

TOMOU ALGUMAS ...

... medidas com promessas de impacto como a reativação do terceiro andar da Santa Casa para internação de pacientes do SUS e a implantação dentro do próprio hospital de um Atendimento de Urgência voltado para os casos mais graves, como feridos em acidentes e casos de doenças do coração que necessitam de atendimento rápido e internação imediata, às vezes, até em UTI.

QUANDO ...

... a promessa virar realidade, com certeza, se funcionar, irá desafogar a atual porta de entrada de 90% dos doentes da Saúde local, a UPA.

CLARO ...

... que a diminuição dos casos de dengue, se não tivermos epidemia de gripe, provocará um período de sossego para a UPA que teve o seu número de atendimentos duplicado nos últimos meses em razão da epidemia.

A REESTRU­­­­TURAÇÃO ...

... da própria UPA, que já ganhou elogios até das duas líderes do movimento que foram às ruas protestar contra o caos na Saúde, poderá dar mais segurança para os usuários acostumados ao caos, mais ainda se vingar também a reestruturação das UBSs anunciadas pelo prefeito.

SE CONSEGUIR ...

... fazer com que sua administração se aproxime um pouco mais da população, mesmo que de men­tirinha, estará dada a largada para o seu projeto de reeleição.

ISSO EM ...

... termos de imagem. Mas aí vem a situação política em si, com a formação do grupo e a escolha do vice-prefeito.

EM TERMOS ...

... de grupo, embora a situação não pareça estar totalmente configurada, ao que tudo indica, pode ter perdido um apoio direto importante, o do médico Nilton Roberto Mar­tines, que não esconde seu distanciamento do atual mandatário, principalmente após a eleição em que participou como candidato a deputado estadual.

ESTE PODE ...

... ser um apoio importante perdido, principalmente se o seu comentado desligamento do partido PR tiver sido em razão de algum entrevero com ex-prefeito de Altair (se elegeu duas vezes) e que foi o candidato mais votado a deputado estadual em Olímpia, Antonio Padron Neto. Padron naquela eleição teve 9.911 votos (37,67%), seguido de Nilton Martines com 6.390 (24,29%).

OS COMENTÁRIOS, ...

... dão conta que o ex-prefeito de Altair estaria buscando formar chapa de vereadores para o PR compor chapa inclusive com candidatura própria a prefeito pelo mesmo partido que Fernando Cunha foi eleito e teria tido que deixar, perdendo a primeira queda de braço com o ex-prefeito de Altair que atendeu por muito tempo na UPA, ao que tudo indica, conquistando de lá os prováveis eleitores.

MAS, ...

... Padron, teoricamente, não poderia ser candidato a prefeito por ter sido eleito a primeira vez em 2012 e reeleito em 2016 na cidade de Altair, pois seria vedado o chamado candidato itine­rante. Então, estaria trabalhando por algum nome do grupo de Geni­nho que o apoiou para deputado, ou para ser vice de alguém.

A OUTRA ...

... possibilidade que também vem confundindo a cabeça dos chamados “repensadores” políticos da terrinha é a teoria da conspiração que Cunha, mesmo depois de ter passado os últimos anos em combate direto com o ex-prefeito e hoje deputado federal Geninho, estaria estreitando relações e que não se descartaria até a sua ida para o DEM para sair candidato apoiado por ele. Será?

OS QUE VÃO ...

... contra esta narrativa, dizem que o candidato preferido de Geninho não seria Cunha, a não ser que este o fosse por imposição direta de seu cacique político, o vice-governador Rodrigo Garcia.

QUANTO AO ...

... um possível vice de Cunha, já tem gente que acredita que o secretário da Saúde de fato, devido ao desgaste dos últimos meses, não estaria mais sendo cogitado para compor a chapa.

TRADUZINDO ...

... em miúdos, do lado do único pré-candidato declarado, o atual prefeito, a situação parece totalmente indefinida, a se confirmar que está sem partido, quanto à montagem do grupo de apoio e à própria eleição, pois existe até quem trabalhe a teoria da conspiração que se Cunha for para o DEM pode, na última hora, ficar sem legenda para disputar a eleição.

O FATO NOVO ...

... é a informação de que Padron estaria articulando chapa pelo PR, que seria o ex partido do prefeito local. De resto as movimentações teatrais de Salata, Pimenta e Olmos, querendo se postar de oposição para tentar os votos dos descontentes, numa possível tomada de posição para o cargo majoritário entre eles.

TAMBÉM ...

... correria solitário, mas sem confirmação oficial, o próprio presidente da Câmara e do Olímpia FC, o polêmico Niquento (mistura de Niquinha com birrento), que teria que trabalhar a imagem do homem humilde e simples do povo, popular e populista, tentando ir pela esteira do esquema que elegeu Bolsonaro presidente.

José Salamargo, nem com todas as reflexões do mundo e nem mesmo com a meditação elevada pelo chá de cipó, consegue vislumbrar o que o futuro nos reserva. Uma verdadeira confusão reflexiva.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
16 de Junho, 2019
Confeiteiro flagrado furtando chocolates em supermercado - 167
16 de Junho, 2019
Carro de idosos bate em animal bovino na rodovia perto do trevo de Severínia - 148
16 de Junho, 2019
Padrasto suspeito de estuprar criança autista em Severínia - 150
16 de Junho, 2019
Comerciante cai no golpe do falso primo e perde R$ 2 mil - 150
16 de Junho, 2019
“Amigos” desaparecem com carro emprestado - 180


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites