iFolha - 54.º Fefol tem custo previsto de aproximadamente R$ 900 mil

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 13 de Novembro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 13/11/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 08 de Julho, 2018 - 23:21
54.º Fefol tem custo previsto de aproximadamente R$ 900 mil

A 54.ª edição do Festival Nacional de Folclore (Fe­fol) tem um custo previsto inicialmente de aproximadamente R$ 880 mil. A Informação foi confirmada na manhã de quarta-feira desta semana, dia 4, pelo prefeito Fernando Augus­to Cunha, durante entrevista que concedeu ao jornalista José Antônio A­rantes, âncora do programa Cidade em Destaque, que é levado ao ar diariamente pela rádio Cidade FM.

De acordo com o prefeito, o dinheiro virá da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Olímpia que investirá cerca de R$ 380 mil; R$ 200 mil do A­çúcar Guarani, valor que está sendo levantado através do Proac (Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo); e mais aproximadamente R$ 300 mil que deverá ser arrecado através de alugueis de espaços, como barracas e o local onde arma os brinquedos do parque.

Fernando Cunha garante que o evento vai ser realizado no Recinto de Exposições e Praças de Atividades Folclóricas e Turísticas Professor José Sant’anna, no sentido de atender os princípios estabelecidos por Sant’anna, seu idea­lizador e criador.

“O festival de Olímpia é reconhecido nacionalmente e os grupos gostam de vir aqui porque prevalece a cultura popular. Esse ano a gente bate o recorde. São cerca de 1,8 mil figurantes se apresentando que virão de 17 estados brasileiros. Acho que é uma mostra gigantesca da cultura popular brasileira”, explicou Cunha.

Entre os dias 4 e 12 de agosto, o festival desta vez comemorará o seu Jubileu de Níquel. “O festival reúne o Brasil inteiro em Olímpia”, reforça o prefeito.

No entanto, mais uma vez o evento não contará com apoio financeiro dos governos federal e estadual. “Para essa área (cultura) não temos conseguido”, avisa.

Além disso, em relação ao governo federal, o prefeito conta que há um entrave para conseguir recursos do Ministério de Cultura. “Tem um problema sério. Tem um débito do festival lá atrás que deve R$ 400 mil porque não prestaram contas. Ficou devendo. Não é da prefeitura é da Ong que administra o folclore e aí criou uma trava no Ministério de Cultura”, explicou, explicando que o dinheiro foi investido, mas que não prestaram contas.

Cartaz do 54.º Fefol estampa Chapéu de Fitas de Olímpia

O cartaz promocional do 54º Festival Nacional do Folclore (Fefol) foi lançado na manhã de quarta-feira desta semana, dia 4, junto com a programação oficial do evento, que o­cor­rerá no período de 4 a 12 de agosto. O material publicitário mostra o Terno de Congada Chapéu de Fitas, um dos grupos folclóricos mais tradicionais de Olímpia, tendo como destaque seu fundador e coordenador, Capitão José Ferreira.

A cerimônia foi realizada no saguão do Gabinete Executivo e contou com a presença do prefeito, Fer­nan­do Cunha, da secretária municipal de Cultura, Esportes e Lazer, Maria Justina Boitar Ris­cali, Tina Riscali, secretários municipais e colaboradores do festival.


Para a secretária, “este ano será ainda mais especial porque, pela primeira vez, a cidade realiza sua festa maior com o título oficial de Capital Nacional do Folclore, concedido a Olímpia, por meio de Lei Federal, em dezembro de 2017”.

Neste ano o evento terá a participação recorde de 1.800 artistas, que compõem 54 grupos de 17 estados brasileiros. Serão 15 agremiações inéditas. Dos 54 grupos, 36 são folclóricos e 18 parafolclóricos.

Um ponto a ser destacado é que neste ano a segurança será reforçada com mais de 2 mil homens e câmeras de segurança 24 horas, dentro e nos arredores do Recinto.

O palco principal terá mil metros quadrados de piso, se aproximando ainda mais do público. O palco B, sucesso no ano passado, esse ano ganhará mais espaço e iluminação.

Outra novidade é que terá a celebração de uma Missa Sertaneja durante o Festival, além da tradicional que ocorre no primeiro domingo, Igreja Matriz de São João Batista, para receber os grupos que chegam à cidade. Além dessas, ocorrerá uma missa dentro do recinto do Folclore, no último domingo do evento, dia 12, quando se comemorará também o Dia dos Pais.

Após a missa, às 10 horas, terá início o desfile de encerramento, na Avenida Menina-Moça (defronte ao Recinto). As arquibancadas serão cobertas e com capacidade para abrigar 2 mil pessoas sentadas.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
13 de Novembro, 2018
3.º Jantar Beneficente em prol da Santa Casa lota o salão social do Thermas dos Laranjais - 5
13 de Novembro, 2018
Geninho entra com Habeas Corpus para não quebrar o seu sigilo bancário e fiscal - 167
12 de Novembro, 2018
O caos na Saúde pública local e a miopia de quem se nega a ver - 78
12 de Novembro, 2018
Tratando a pele do modo certo - 46
12 de Novembro, 2018
O CD Duas da Tarde – Silva chegou nas lojas - 36


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites