iFolha - A demissão de Tarcísio Meira e Glória Menezes

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Janeiro de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 20/01/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 02 de Janeiro, 2021 - 19:14
A demissão de Tarcísio Meira e Glória Menezes

A demissão de Tarcísio Meira e Glória Menezes após 53 anos de Globo causou espanto a todos / Zé Paulo Cardeal-RG

 

Zeca Camargo, um dos principais apresentadores da emissora carioca, foi demitido após 24 anos de parceria e muito sucesso nas atrações às quais apresentou / Raphael Dias-RG

 

Com seu contrato encerrado em junho, Renato Aragão, o interprete de Didi, deixou a emissora após 44 anos / João Cotta-RG

 

Antonio Fagundes é outro famoso que também ficou na Globo por 44 anos. O ator foi desligado em setembro, mas deverá voltar a atuar no remake de “Pantanal” / João Cotta-RG

 

Símbolo de beleza e sensualidade por várias gerações, Vera Fischer trabalhou na Globo por 43 anos e era uma das artistas que tinha um dos maiores salários da emissora / João Miguel Jr-RG

 

Reynaldo Gianecchini que atualmente pode ser visto em seu primeiro papel na televisão, o Edu de “Laços de Família", novela produzida em 2000 e que está sendo reprisada também está fora da Globo / João Miguel Jr-RG

 

Cauã Reymond, um dos atores queridinhos do momento, também passou a trabalhar com contrato por obra. Cauã será o protagonista de “Um Lugar ao Sol” / Fábio Rocha-RG

 

2020, ano de dispensas na Globo

O ano que termina não deixou saudade, muito menos para os artistas demitidos da emissora

 

O ano de 2020 foi difícil para todos. A pandemia veio para mudar o jeito que vivíamos até então. Para equilibrar suas contas e dar andamento ao Projeto Uma Só Globo, a emissora dos Marinho fez uma verdadeira “limpa” em seu casting.

Artistas até então imexíveis, grandes nomes da teledramaturgia, com grandes salários e contratos quase que vitalícios foram dispensados com a promessa de serem recontratados no futuro por obras. Nem o casal símbolo da televisão brasileira, Tarcísio Meira e Glória Menezes, escapou da poda realizada nos “jardins globais”. Vera Fischer e Reynaldo Gianecchini, também atores do primeiro escalão da Globo, foram dispensados em 2020.

Zeca Camargo, um dos principais apresentadores da emissora carioca, foi demitido após 24 anos de parceria e muito sucesso nas atrações às quais apresentou. Mas Zeca não perdeu tempo. Foi contratado pela Rede Bandeirantes, já apresenta um programa de rádio na Play FM e a partir de 2021 terá dois programas na Band.

A demissão de Tarcísio Meira e Glória Menezes após 53 anos de Globo causou espanto a todos. Eles estrearam na Globo em 1967, na novela “Sangue de Areia”, escrita por Janete Clair, e atuaram juntos em tramas como o grande sucesso “Irmãos Coragem”, de 1970 e “A Favorita”, de 2008, além do seriado “Tarcísio e Glória”, em 1988. Pioneiros na televisão, fizeram a primeira novela diária do país, “2-5499 Ocupado”, em 1963, na extinta TV Excelsior. O casal tem dezenas de novelas na carreira e estão juntos desde 1962.

Com seu contrato encerrado em junho, Renato Aragão, o interprete do imortal Didi Mocó Sonrizal Colesterol Novalgino Mufumbbo, ou simplesmente Didi, deixou a emissora após 44 anos.

Antonio Fagundes é outro famoso que ficou na Globo por 44 anos. O ator foi desligado em setembro, mas pelo que tudo indica, em breve o artista retorna aos estúdios da emissora. É que ele vai integrar o elenco do remake de “Pantanal”, novela de sucesso de Benedito Ruy Barbosa, na década de 1990, na extinta Rede Manchete e que agora está ganhando uma nova roupagem através de seu neto, o autor Bruno Luperi.

Stênio Garcia, eterno companheiro de Antonio Fagundes na série “Carga Pesada”, a qual foi eternizada pelos personagens da dupla Pedro (Antonio Fagundes) e Bino (Stênio Garcia), após 47 anos também foi desligado da emissora. O veterano ator lamentou muito a atitude da emissora e chegou a pedir um papel para Glória Perez em sua nova novela.

Símbolo de beleza e sensualidade por várias gerações, Vera Fischer trabalhou na Globo por 43 anos e era uma das artistas que tinha um dos maiores salários, cerca de R$ 200 mil mensais. A atriz agora está liberada para trabalhar em outros meios, ou até mesmo na Globo, se surgir algum papel interessante e à altura dela.

Após 40 anos de emissora, José de Abreu disse que o distrato do contrato foi de comum acordo e que pode voltar a Globo se surgir algum papel interessante que o agrade.

O multiartista Miguel Falabella, o eterno apresentador do “Vídeo Show” em seus tempos áureos, deixou a Globo após 39 anos. O ator, apresentador e escritor já está negociando com plataformas de streaming e deverá escrever novas séries a serem lançadas muito em breve.

Atualmente o talento de José Loreto pode ser conferido em dose dupla na tela da Globo. Na novela “Flor do Caribe”, de 2013, o ator interpretou o Candinho, já em “Haja Coração”, trama de 2016, ele viveu o Adonis. Mesmo sendo um ator de talento, como os demais dispensados pela emissora, o ex-marido de Débora Nascimento, após 15 anos de contrato, não teve seu vínculo renovado.

Reynaldo Gianecchini que atualmente pode ser visto em seu primeiro papel na televisão, o Edu de “Laços de Família", novela produzida em 2000 e que está sendo reprisada “Vale a Pena Ver de Novo”, também está fora da Globo.

Outros nomes conhecidos como Malvino Salvador, o Apollo de “Haja Coração”, Bruna Marquezine, Caio Castro e Edson Celulari também perderam o contrato fixo com a Globo.

Cauã Reymond, um dos atores queridinhos do momento também passou a trabalhar com contrato por obra. Cauã será o protagonista de “Um Lugar ao Sol”, novela de Lícia Manzo que deve estrear no primeiro semestre de 2021.

O objetivo da Globo é manter apenas cerca de 30 contratos de longos prazos e assim diminuir drasticamente o pagamento de altos salários para artistas que muitas vezes não apareciam na telinha há muitos anos, mas que continuavam contratados e ganhando normalmente sem atuar. Em 2021 novos cortes deverão acontecer, basta esperar para ver quem serão os dispensados.


 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
20 de Janeiro, 2021
Com apenas 640 doses, vacinação em Olímpia começa na 5.ª feira às 08 horas na Santa Casa - 209
19 de Janeiro, 2021
Com 550 casos em apenas 19 dias, mês de janeiro já é o 3.º com maior número de infectados com o novo coronavírus - 151
19 de Janeiro, 2021
Olímpia registra 03 mortes por covid-19 na terça-feira e chega a 08 mortos em janeiro - 368
19 de Janeiro, 2021
Verminose não é doença de criança! - 102
19 de Janeiro, 2021
Embu das Artes, um lugar para conhecer e se apaixonar - 106


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites