iFolha - Adolescente é flagrado com “supermaconha” em Olímpia

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 19 de Julho de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 16/07/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 12 de Maio, 2019 - 20:57
Adolescente é flagrado com “supermaconha” em Olímpia

Entre o volume de drogas apreendida com um es­tudante de 17 anos, estavam 20,01 gramas da supermaconha, conhecida como “Skank”. O menor foi apreendido e a dro­ga foi encaminhada ao IC - Instituto de Crimi­nalística de Barretos para análise.

O flagrante aconteceu na terça-feira, dia 7, no jardim Santa Ifigênia. Na pochete do menor os policiais militares encontraram ainda 17 porções de maconha (cannabis sa­ti­va), pesando 36,43 gramas, sete pinos de cocaína e 70 pedras de crack, pesando 16,86 gramas.

Antes de ser dominado pela polícia o menor, na tentativa de fugir, subiu em telhados, tendo um deles, de telhas Eternit, quebrado e ele caiu no quarto de uma residência na rua Miguel Said Aidar, onde acabou sendo dominado.

O QUE É MACONHA SKANK

O nome original é skun­k, mas muitas vezes é escrito como skank, fazendo referência à superma­co­nha, ou maconha skank, uma variedade de canna­bis que tem um cheiro mu­ito mais forte, com maior concentração de princípios psico­ativos, produzida através do cruzamento de várias espécies de canna­bis (a sa­tiva, a indica e a ruderalis).

A produção da maconha skank também é diferente: ela é plantada em ambiente controlado, buscando ma­ior concentração do te­trahidrocanabinol, ou TH­C, a substância psicoa­tiva presente na cannabis.

O THC, como todos sabemos, é o principal responsável pelos efeitos da maconha e na maconha s­kank sua concentração é bem maior, já que a planta é cultivada com iluminação mais intensa e com nutrientes mais ricos, inclusive com cultivo no sistema hidropônico.

Normalmente, a concentração de THC nos tipos comuns de maconha varia entre 2 e 4%.

Na maconha skank, no entanto, a presença do T­HC chega a ser 5 vezes ma­ior, podendo conter entre 14 e 15%. Além disso, já foram apreendidas maconhas com 30% de THC, o que torna esse tipo de maconha ainda mais prejudicial.

Dependendo do tipo de cruzamento entre as espécies e da qualidade das sementes utilizadas no plantio, a maconha skank pode apresentar alta produtividade, produzindo até 400 a 500 gramas de drogas metro quadrado dentro do sistema de cultivo hidropônico.

EFEITOS COLATERAIS DA “SKANK”

Os efeitos da maconha skank são os mesmos da maconha comum, mas mu­ito mais intensos, gerando aumento do apetite, excitação (inclusive sexual), pupilas dilatadas e olhos vermelhos, falta de percepção de tempo e espaço e, principalmente, a­lucinações, que não ocorrem tão facilmente com a maconha tradicional.

Na maconha skank, co­mo os efeitos são bem mais intensos, o cérebro do usuário acaba sendo “fritado”, ou seja, o usuário cria danos cerebrais tão intensos quanto a quantidade de THC e o que uma maconha comum pode levar anos para provocar, a supermaconha pode levar apenas meses.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
16 de Julho, 2019
De bem com a vida - 109
16 de Julho, 2019
Os ingredientes naturais á favor da beleza - 106
16 de Julho, 2019
O clipe Pra Gente Ser Feliz - Plutão Já Foi Planeta está disponível - 93
16 de Julho, 2019
Todas as Canções de Amor - 109
16 de Julho, 2019
Batida de Chocolate - 88


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       


























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites