iFolha - Alzheimer Não é o Fim - Estratégias para familiares e amigos

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 05 de Dezembro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 04/12/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 27 de Outubro, 2020 - 09:50
Alzheimer Não é o Fim - Estratégias para familiares e amigos

Alzheimer Não é o Fim
Quando Fernando Aguzzoli decidiu em 2013 que deixaria seu trabalho e estudos para virar o cuidador de sua avó, diagnosticada com Alzheimer, nunca imaginou que esse seria apenas o começo de uma jornada que não terminaria com a partida de sua avó.
Esta jornada ressaltou a importância de desenvolver estratégias para que os desafios emocionais do cuidar possam também trazer pequenas vitórias. Se o título do primeiro livro trazia a frase mais falada pela avó depois do diagnóstico (quem, eu?), a pergunta agora é quem, você? Nessa obra Fernando utiliza a sua e outras histórias para guiar familiares cuidadores a entenderem e aceitarem suas emoções na esperança de que outras famílias entendam o processo de acertos e erros que constroem o cotidiano do cuidar. As estratégias apresentadas são fruto também de entrevistas com profissionais, que aparecem ao final do livro. O objetivo é mostrar que o Alzheimer não é o fim, a morte não será uma derrota e você será capaz de encarar tudo isso. Com 224 páginas, o livro é da Editora Fontanar.

 

Entre Baleias e Estrelas
A autora mineira Luíza Melo guia o leitor pelos mares de morros de Minas Gerais e pelas curvas da BR-381 no lançamento 
“Entre Baleias e Estrelas”. 
Mesmo sabendo nas primeiras páginas da obra que Estela vai morrer, o leitor embarca na história de amizade entre a protagonista, uma garota de 16 anos que vive na fazenda Santa Edwiges, e Miguel, um menino de apartamento que some de Minas e se muda para o Rio de Janeiro. A ficção passeia pelos lugares tão comuns na vida da escritora e também apresenta a realidade típica de muitos interiores do Brasil. As procissões e festas religiosas e o papel da mulher em cada comunidade são situações abordadas na narrativa de Luíza. Outro tema que se destaca na produção é o transplante de órgãos: durante o enredo, Estela passa por uma cirurgia nos Hospital das Clínicas da UFMG. A obra também perpassa a crise que o pequeno produtor rural de Minas Gerais enfrentou no cenário de 2008-2009 e também aborda a cultura universitária nas cidades históricas mineiras. Por último, elementos sobre Medicina também são retratados por conta dos rumos tomados pelos personagens principais da história. Para completar a experiência literária, um guia de bordo pelo mundo, produzido pelos protagonistas, é ilustrado entre as últimas páginas do lançamento. Ouro Preto, Fazenda Santa Edwiges, Catas Altas, Belo Horizonte, Alabama, Nova Iorque, Nantucket, Escócia e Londres são os destaques do guia. Com 426 páginas, o livro é da Editora Página.

 

Segredos do Planalto
A política é apenas o pano de fundo para o enredo da obra “Segredos do Planalto”, 
produção do jornalista e escritor Glauco Monteiro Wanderley. O que o leitor encontra neste livro é uma ficção sobre o personagem Jairo Bonamigo, candidato à reeleição para presidente do Brasil, e Valéria Bonamigo, filha do político. O período pré e pós eleição presidencial de 2018 serviram de inspiração para o enredo da obra, mas o foco principal é a relação entre pai e filha. É Valéria que monta toda a comunicação de Jairo e é ela quem controla todas as fakenews que envolvem os adversários políticos. Tudo isso com uma única condição: o candidato não pode incitar a homofobia, pauta tão presente em campanhas conservadoras. Além de acreditar no desempenho profissional da filha, houve outro motivo que obrigou Jairo a aceitar a condição imposta mesmo a contragosto. A personagem ameaçou denunciar o pai pela surra que levou após ele descobrir que a filha amava outra mulher. Foi a forma que Valéria encontrou de proteger outros homossexuais do preconceito durante o governo do pai. Além das fakenews e homofobia, a prática religiosa em meio à política é outro assunto destacado por Glauco. Durante o primeiro governo de Jairo, o Ministério da Educação (MEC) instituiu a Bíblia Sagrada como disciplina obrigatória no currículo, da Alfabetização ao fim do Ensino Médio. Com um fim chocante e surpreendente, “Segredos do Planalto” é um convite para pensar sobre política além da ficção. Jornalista, Glauco fez da obra uma catarse para desabafar sobre os ataques que há anos a imprensa sofre de todos os lados. O livro tem 320 páginas e é um lançamento independente.

 

Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis
Talvez você já tenha ouvido falar de Dandara e Carolina Maria de Jesus. Mas e Eva Maria do Bonsucesso? Luisa Mahin? Na Agontimé? Tia Ciata? Essas (e tantas outras) mulheres negras foram verdadeiras heroínas brasileiras, mas pouco se fala delas, seja na escola ou nos meios de comunicação. Diante desse apagamento, há anos a escritora Jarid Arraes tem se dedicado a recuperar, e recontar, suas histórias. O resultado é uma coleção de cordéis que resgata a memória dessas personagens, que lutaram pela sua liberdade e seus direitos, reivindicaram seu espaço na política e nas artes, levantaram sua voz contra a injustiça e a opressão. A multiplicidade de histórias revela as mais diversas estratégias de sobrevivência e resistência, seja na linha de frente,  como Tereza de Benguela, que liderou o quilombo de Quariterê, ou pelas brechas, como a quituteira Luisa Mahin, que transmitia bilhetes secretos durante a Revolta dos Malês. Este livro reúne quinze dessas histórias impressionantes, ilustradas por Gabriela Pires. Agora, cabe a você conhecê-las, espalhá-las, celebrá-las. Para que as próximas gerações possam crescer com seu próprio panteão de heroínas negras brasileiras. Com 176 páginas, o livro é da Editora Seguinte.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
04 de Dezembro, 2020
Servente de pedreiro chega a arrancar olho de jardineiro com pazadas e Estado cria força tarefa para fiscalizar uso de máscaras e aglomerações foram os principais temas do Cidade em Destaque de sexta-feira, 04. - 115
03 de Dezembro, 2020
Quando chegará a vacina da Covid-19 foi o principal tema discutido no programa Cidade em Destaque de quinta-feira, 03. - 123
02 de Dezembro, 2020
Prefeitura confirma que não haverá Réveillon e Natal em Olímpia contará com decoração na praça, em ruas do centro e na Avenida Aurora foram os principais assuntos do Cidade em Destaque de quarta-feira, 02. - 109
01 de Dezembro, 2020
Dona de casa denuncia festa com mais de 500 pessoas em chácara na área rural em Olímpia e ponte histórica é instalada na Avenida dos Olimpienses foram alguns destaques do Cidade em Destaque de terça-feira, 01. - 287
30 de Novembro, 2020
Segunda onda pode chegar a Olímpia semanas após capital e a farra do boi continua com bares e restaurantes sem fiscalização foram alguns assuntos do Cidade em Destaque de segunda-feira, 30. - 144


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites