iFolha - Antonio Fagundes em dose dupla

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Novembro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 19/11/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 12 de Agosto, 2019 - 16:20
Antonio Fagundes em dose dupla

01- Com senso de profissio- nalismo ao extremo, Antonio Fagundes sempre levou muito a sério o seu trabalho e as questões familiares. Reconhecido pelo público e críticos, ganhou vários prêmios por suas atuações ao longo de mais de 50 anos de carreira / João Cotta-RG

 

02- Na novela “Bom Sucesso”, Antonio Fagundes convive com o desafio de atuar numa cadeira de rodas interpretando o ranzinza empresário Alberto Prado Monteiro. Na foto, o ator aparece numa das cenas do folhetim / Ellen Soares-RG

 

03- Na novela “Bom Sucesso”, Antonio Fagundes e Grazi Massafera contracenam na pele de seus personagens Alberto e Paloma (respecti- vamente) / Ellen Soares-RG

 

04– Sempre muito discreto e avesso às badalações, Antonio Fagundes atualmente é casado com a atriz Alexandra Martins, sendo que o casal raramente aparece na mídia / Reginaldo Teixeira-RG

 

 

 

O eterno galã Antonio Fagundes atualmente pode ser visto em duas novelas globais. No “Vale a Pena Ver de Novo”, o ator é o Atílio, de “Por Amor”, exibida originalmente em 1997, e em “Bom Sucesso” que estreou recentemente. Dois personagens diferentes, mas que demonstram o tamanho do talento desse “menino” que completou 70 anos de idade e mais de 50 anos de carreira marcada pela atuação no teatro, cinema e televisão.

Falando da atualidade, na novela “Bom Sucesso”, Antonio Fagundes é o empresário Alberto Prado Monteiro, dono de uma editora decadente e que sonha em dar a volta por cima nos negócios, mas se nega a aceitar a opinião dos seus colaboradores insistindo em usar apenas os seus métodos de negócios. Para completar, ele é portador de uma doença terminal. No entanto, é nesta fazer final de sua vida que Alberto encontra Paloma (Grazi Massafera), uma mulher simples que divide com ele a paixão pelos livros. Nos próximos capítulos da trama, Alberto fará um exame que demonstrará que a sua doença está estabilizada e isso dará um novo ânimo ao empresário. Animado por Paloma, ele vai à quadra da escola de samba Unidos de Bom Sucesso e conhece um mundo diferente do seu que o deixa fascinado. Paralelamente, dará atenção à sugestão de Paloma de editar o livro de Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães) e outra “novidade” acontece: Alberto concorda em levar Paloma para conhecer a sua editora. É o início de uma grande e verdadeira amizade entre eles. Para saber mais, somente acompanhando os capítulos da história escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm.

Antonio da Silva Fagundes Filho nasceu no Rio de Janeiro, em abril de 1949. Ainda adolescente, aos 14 anos, descobriu que o seu negócio era representar e estreou no teatro, com a peça “A Ceia dos Cardeais”, montada pelo grupo de teatro do Colégio Rio Branco, onde estudava.

Depois não parou mais. No ano de 1968 passou a fazer parte do elenco permanente do Teatro de Arena de São Paulo; ali trabalhou com Augusto Boal, Gianfrancesco Guarnieri e Paulo José, entre outros. 

A carreira na televisão iniciou-se nos teleteatros da TV Cultura e depois, em 1968, fez sua primeira novela, “Antonio Maria”, na extinta TV Tupi. Na mesma emissora participou da primeira versão de “Mulheres de Areia”, na pele do personagem Alaor e contracenando com Maria Isabel de Lizandra, e de “O Machão”, em 1974.

A partir de 1976, passou a integrar o casting global, participando do elenco de “Saramandaia”; interpretou o prefeito Lua Viana o qual era casado com a personagem de Yoná Magalhães.

Logo depois, ganhou o prêmio de Melhor Ator da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) por sua atuação em “Nina”, na qual viveu o italiano Bruno.

Sem dúvida alguma, o telespectador jamais se esquecerá do motorista Pedro, amigo de Bino (Stênio Garcia), do seriado “Carga Pesada”, um dos maiores sucessos da dupla. A atração estreou no final de década de 70 e ficou dois anos no ar, com direito a reapresentação em 1990 e em 2003 o seriado ganhou uma continuação, assim “Carga Pesada”, com novos episódios, foi exibido por mais cinco anos.

Praticamente sempre emendando uma novela à outra, Antonio Fagundes foi se consolidando como um ator de sucesso. Relembrando, participou de “Dancin’Days”; “Champagne”; “Louco Amor”; “Corpo a Corpo”; “Vale Tudo”, fazendo par romântico com Regina Duarte; “Rainha da Sucata”, na pele do atrapalhado e gago Professor Caio Szimanski e protagonizando um triângulo amoroso com Cláudia Raia e a então estreante em novelas, Marisa Orth; depois viveu o poderoso Felipe Barreto, em “O Dono do Mundo”; “Renascer”; “A Viagem”; “A Próxima Vítima”; “O Rei do Gado”; “Por Amor”, novamente fazendo par romântico com Regina Duarte; “Terra Nostra”; “Porto dos Milagres”; “Esperança”; “Duas Caras”; e ainda uma participação especial em “Negócio da China”, interpretando o médico Ernesto Dumas.

Bom de lembrar também é o seriado “Amizade Colorida” (1981), no qual Fagundes viveu o fotógrafo Edu, e também a minissérie “Avenida Paulista” (1982), no qual interpretou o seu primeiro vilão, Alex Torres Xavier que dá um desfalque no banco no qual trabalha.

Falando ainda da década de 80, ao lado da atriz Clarisse Abujamra, com quem era casado na época, Antonio Fagundes apresentou o programa “É Proibido Colar”, um jogo de perguntas e respostas entre alunos das escolas públicas de São Paulo exibido pela TV Cultura, que fez enorme sucesso na época.

Contabilizando, além dos trabalhos já citados, na ficha de Antonio Fagundes constam 57 espetáculos teatrais, 53 produções para a televisão e 52 filmes.

E tem mais, em 1999 lançou um CD intitulado “Tributo a João Pacífico”, em homenagem ao compositor de música sertaneja que morreu um ano antes.

Antonio Fagundes é avesso a badalações e não gosta de expor a sua vida pessoal. Depois que se separou da atriz Clarisse Abujamra, com quem teve três filhas, casou-se com a atriz e dramaturga Mara Carvalho e juntos eles têm um filho, Bruno Carvalho que é ator. Há seis anos é casado com a também atriz Alexandra Martins, mas o casal raramente aparece na mídia.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
19 de Novembro, 2019
Fazendo sucesso - 444
19 de Novembro, 2019
Aloe vera ou babosa, tanto faz! O importante é que traz benefícios para a saúde e beleza - 198
19 de Novembro, 2019
Luan Santana lança álbum ao vivo "Viva" - 161
19 de Novembro, 2019
O filme A Tabacaria já está disponível! - 205
19 de Novembro, 2019
Geleia de Morango - 449


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites