iFolha - As belas e inesquecíveis paisagens de Montreux

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 28 de Maio de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 28/05/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 08 de Maio, 2017 - 18:55
As belas e inesquecíveis paisagens de Montreux

Comece seu passeio por Montreux com uma caminhada pela Promenade Fleuri, uma passarela de 11 quilômetros que se estende pelo Lago de Genebra / GB Imagem

 

A extensa calçada, junto ao lago entre a sofisticada cidade de Montreux e a charmosa cidade de Vevey, é considerada a mais bela da Suíça. O local é totalmente arborizado e ricamente decorado com belas flores / GB Imagem

 

 

Talvez você já tenha ouvido falar de Montreux por causa de seu famoso Festival de Jazz que acontece entre os meses de junho e julho, mas a verdade é que esse paraíso suíço, encravado numa baía protegida pelo Lago de Genebra, rodeado por vinhedos e emoldurada pelo pano de fundo deslumbrante dos Alpes, brancos de neve, no passado foi escolhido como refúgio de Charles Chaplin e Freddie Mercury, e atualmente é visitado por turistas dos quatro cantos do planeta, que querem conferir pessoalmente as belezas e a ordem do local, que diga-se de passagem, é de dar inveja a qualquer um.

Devido a seu clima incrivelmente ameno, Montreux é chamada de "a capital da Riviera de Vaud". Pinheiros, ciprestes e palmeiras dão um toque especial a Montreux. Comece seu passeio com uma caminhada pela Promenade Fleuri, uma passarela de 11 quilômetros que se estende pelo Lago de Genebra. A extensa calçada, junto ao lago entre a sofisticada cidade de Montreux e a charmosa cidade de Vevey, é considerada a mais bela da Suíça. E os vinhedos em terraços de Lavaux são Patrimônio da UNESCO. O local é totalmente arborizado e ricamente decorado com belas flores; o caminho convidativo leva o visitante até ao Castelo de Chillon. A caminhada do lado de Vevey, no sentido do Castelo de Chillon, é mais calma e mais arborizada, com menos restaurantes e movimento de pessoas. Já mais à frente, onde fica a estátua de Freddie Mercury, é bem mais agitado, com diversos restaurantes e bares.

Muitas das edificações ao longo da estrada à beira do lago, incluindo o magnífico Fairmont Le Montreux Palace, são datadas do auge da Belle Époque. A cidade também conta com um moderno centro de convenções e exposições: o Montreux Music and Convention Centre (2M2C).

Como já foi dito, o destaque cultural fica por conta do Festival de Jazz de Montreux. Desde o início, em 1967, o Festival se tornou um grande evento com apresentação dos maiores músicos de jazz, blues, rock, world music e soul da Suíça. Outro destaque é o Festival de Comédia. Todos os anos, o evento reúne os comediantes mais consagrados de países de língua francesa, alemã e inglesa. Esse Festival acontece em dezembro e, em dezembro também é destaque o Mercado de Natal, com inúmeras atrações e mais de uma centena de casas de madeira ricamente decoradas; tudo recheado com o clima natalino europeu. Um passeio verdadeiramente inesquecível! Você vai se sentir dentro de um conto de fadas!

Pela ferrovia de cremalheira de Rochers-de-Naye, faz-se um passeio emocionante! Ao chegar ao seu destino, a 1.600 metros a paisagem é de tirar o folego. Sendo o local um dos pontos de observação mais bonitos da Suíça ocidental. Tem também o Golden Pass Line, o trem panorâmico que opera entre Montreux, Gstaad e o Oberland Bernês, com conexões para Lucerna.

O Lago Genebra tem 582 quilômetros quadrados e é o segundo maior da Europa, funcionando como fronteira natural entre a França e a Suíça. De alguns pontos do lago, é até possível ver o Mont Blanc, a montanha mais famosa da França, e a mais alta da Europa, por isso, um cenário deslumbrante e nada melhor que explorá-lo com a Companhia de Navegação do Lago de Genebra, com vários navios, (alguns ainda equipados com pás, como vemos nos filmes), fazem o transporte dos visitantes aos pitorescos resorts localizados à beira do lago. Simplesmente imperdível.

E por falar em resorts, prepare seu bolso. Conhecer Montreux não é nada barato. Devido suas belas paisagens, que incluem os famosos Alpes e o belíssimo Lago, resultando desta combinação de montanhas e águas azuis, uma das paisagens mais fenomenais do mundo. Muitos garantem que o paraíso fica por lá!

E claro, terminando nossa viagem, não deixe de conhecer o Castelo de Chillon. Localizado em uma ilha rochosa próxima à costa, com muralhas e torres, merece atenção especial a prisão a que Bonivard foi confinado em correntes por quatro anos e que serviu de inspiração a Lord Byron para escrever seu famoso poema "Os Prisioneiros de Chillon", em 1816. Atualmente, o castelo funciona como museu. Mais de 350 mil pessoas por ano visitam Chillon, com seus murais do Século XIV, cofres subterrâneos, salões de desfile e quartos originais preservados da época dos reis de Berna. As instalações são compostas por 25 edifícios e três fazendas que estão protegidos por duas fortificações.

Sendo a fortaleza mais famosa da Suíça, o Castelo de Chillon é uma das mais belas construções históricas no país e uma das atrações mais visitadas da Europa. Foi construída no Século XIII sobre fundações ainda mais antigas. O castelo está à beira do lago e no sopé de uma colina, sendo atração, portanto, em dobro: uma fortaleza à beira do lago de um lado e uma residência real, do outro.

Já nos primórdios, a ilha rochosa entre o lago de Genebra e as imponentes montanhas era habitada. Posteriormente, e durante séculos, foi nesse local que se controlou o tráfego marítimo no Lago de Genebra e a importante rota terrestre para o Passo de São Bernardo. Do Século XII ao XVI, Chillon pertenceu aos Condes de Saboia. Mais tarde, o castelo foi conquistado pelos berneses e, em seguida, pelos vaudeses.

Montreux é um destino ideal para férias inesquecíveis. É bom lembrar que o francês é a língua oficial naquela região da Suíça, e que nem todo mundo fala inglês! Os brasileiros não precisam de vistos, somente possuir passaporte com validade vigente.  Sendo assim, procure seu agente de viagens e tenha maravilhosas férias nesse pedacinho de paraíso suíço!


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
28 de Maio, 2017
Polícia apura possível incêndio criminoso no J. Miessa - 124
28 de Maio, 2017
Acidente com ex-vereador deixa uma camareira ferida - 187
28 de Maio, 2017
Trabalhador rural é preso por furto de energia elétrica - 268
28 de Maio, 2017
Campanha contra a Gripe é prorrogada até 9 de junho - 129
28 de Maio, 2017
Assinados o contrato e a ordem de serviço para reurbanizar Marginal - 143


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites