iFolha - Bebê de três meses morre 17 dias após sofrer queimaduras com álcool

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 11 de Dezembro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 10/12/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 18 de Novembro, 2018 - 21:34
Bebê de três meses morre 17 dias após sofrer queimaduras com álcool

Dezessete dias após ter sofrido queimaduras em um incidente doméstico, a criança Laryssa Vitória Bor­tulazzo de Oliveira, de 3 meses, acabou morrendo quando ainda estava internada na ala de queimados no hospital “Padre Albino”, em Catanduva.

De acordo com boletim de ocorrência registrado no plantão policial de Barretos, a criança sofreu as queimaduras na casa dos pais na rua Ramon Aires Monteiro,  na via Maria, em Olímpia, na noite de 26 de outubro, por volta das 22 horas.

Os pais da menina, o churrasqueiro Adão Aparecido de Oliveira, de 42 anos e a funcionária pública municipal Lucilaura Rodrigues Bortulazzo, de 38 anos, contaram na polícia que na noite do incidente o casal fazia o jantar em um fogão aquecido por álcool líquido, quando o combustível acabou. Com isso, Adão levantou a panela e constatou que o recipiente que reserva o álcool estava completamente vazio e seco.

Quando reabasteceu, aconteceu uma explosão que provocou queimaduras no braço esquerdo e no rosto de Adão. Já Luci­lau­ra sofreu queimaduras na mão e punho, esquerdo. Em seguida o casal ouviu gritos da criança que estava em um sofá, que também pegou fogo. A menina foi socorrida pelos pais, mas acabou sofrendo queimaduras no rosto, abdômen e pernas.

A criança foi levada a UPA-Unidade de Pronto Atendimento de Olímpia, tendo na mesma noite sido transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Barretos. No entanto, devido a gravidade  dos ferimentos, no dia seguinte ela foi transferida para a ala de queimados do hospital “Padre Albi­no”, de Catanduva.

A garota acabou falecendo na segunda-feira, dia 12 e foi sepultada no mesmo dia no cemitério municipal “São José”, de Olím­pia.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
10 de Dezembro, 2018
Dia 10 de dezembro: Dia do Palhaço - 32
10 de Dezembro, 2018
Quadrilha rouba a fazenda Baculerê no início da madrugada de 3.ª feira - 107
10 de Dezembro, 2018
Idosa cai no golpe do “falso sobrinho” - 98
10 de Dezembro, 2018
Uma Olímpia “distópica” à espera de dias melhores - 80
10 de Dezembro, 2018
Autônoma perde R$ 920 em compras pela internet - 93


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites