iFolha - Bombeiro incendiário é internado no Bezerra de Menezes sem ser pelo SUS

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 15 de Abril de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/04/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 06 de Abril, 2021 - 18:49
Bombeiro incendiário é internado no Bezerra de Menezes sem ser pelo SUS

PODE SER UMA QUADRILHA?
Cláudio foi internado na quinta-feira possivelmente
pagando diária de R$ 250. Editor da
Folha da Região acredita que mandantes do
atentado terrorista contra a Folha podem
ter amparo de quadrilha “negacionista”.

Segundo o delegado Marcelo Pupo de Paula, o bombeiro incendiário, Cláudio José Azevedo de Assis, o Cláudio Báia (foto), que confessou ser o autor do atentado à redação des­ta Folha na madrugada do dia 17 de março, foi internado no hospital Bezerra de Me­nezes em São José do Rio Preto na última quinta-feira, 01 de abril.

O editor da Folha, José Antônio Arantes, entende que tal atitude se deve ao fato de que estaria sendo armada u­ma encenação para comprovar que o bombeiro estava e estaria passando por momentos de ausência de sanidade mental. “Acontece que quem não tem intenção de praticar um crime de terrorismo como o que foi cometido, não teria sumido com três celulares e nem teria coberto a placa da moto com fita isolante para esconder que iria incendiar e quase matar dois anciões e uma menina de 09 anos”, destacou o jornalista.

Outro ponto que causa estranheza, além do fato de várias pessoas do grupo negaci­onista de Olímpia terem sido vistos descendo de seus carros e entrando na casa do bombeiro ao longo dos últimos dias é o fato de que, para se internar no hospital, para sustentar mais uma possível farsa, o bombeiro só pode ter tido ajuda de pessoas com condições financeiras e pa­gar consulta e inter­na­ção particulares.

DIÁRIA DE

R$ 250 POR DIA

Em investigação paralela fe­ita por esta Folha, descobriu-se que o bombeiro, que recebeu apenas aproximadamente R$ 1.500, este mês de salário da prefeitura (vide portal da transparência), foi internado de forma particular e está pagando uma diária de R$ 250 por dia (incluído o mé­dico).

No SUS ele apenas conseguiu uma consulta no mesmo dia em que confessou, onde o­bteve uma receita constando remédios psicotrópicos.

Diante de tudo isso, não há mais como duvidar que o crime tenha tido amparo, não só de um outro mandante, mas de uma verdadeira quadrilha composta pelos radicais de O­lím­pia.

AS INFORMAÇÕES

DO HOSPITAL

Simulando ser pessoa interessada em internar um irmão, a repórter da Folha ouviu uma secretária do hospital que explicou:

— O hospital não trabalha com indicação de internação terceirizada. Então é assim, mesmo que passe em médico, vai precisar passar por uma avaliação de um médico aqui. Pode vir direto aqui, como ele não está em nenhuma unidade de saúde a gente combina com a família assim: inicialmente um atendimento e­mer­gencial, então o paciente vai vir sem..., porque a interna­ção direta a gente não faz sem a avaliação do nosso médico. Essa consulta tem um custo de R$ 250. Só da primeira consulta.

— A partir dessa consulta o médico estabelece um critério de tratamento que seja inter­nação, nesse momento nós es­tamos fazendo particular, só que a que é destinada a pacientes particular está interditada. Nós interditamos ela porque teve um caso de Covi­d. Essa interdição vai permanecer até o dia 11.

TEM QUARTO COLETIVO

E PRIVATIVO

— Se o seu paciente passar por atendimento amanhã, e o médico estabelecer que o tratamento precisa ser inter­na­ção, a gente interna ele num leito secundário, numa outra ala, e depois a partir do dia 11 a gente passa ele para ala de origem, que é uma ala de convênio.

— A diária é de quarto coletivo de 3, se for coletivo de 2 é R$ 173, se for quarto privativo é R$ 209, mais a diária do médico. Você paga só para o médico. Aí os outros custos que envolvem internação é o custo de exame de Covid, que o médico precisa para internar, tem um custo de um exame Swab, que é R$ 150 e a lavanderia que tem um custo de R$ 250 por mês, mas a família tem também a opção de lavar em casa.

PACIENTE DE

OLÍMPIA NÃO

INTERNA PELO SUS

— Do hospital tem também a custo da medicação, só que essa medicação só é paga no final da internação. As diárias, tanto do hospital, quanto a do médico, são cobrados a cada 5 dias corridos.

— Olímpia não faz parte da nossa DRS, se o paciente precisar ser internado o SUS dá essa cobertura, só que aí não vai mandar ele pra cá. Eles regulam para uma outra unidade. Eu acho que é Catan­duva. Só particular para morador de Olímpia, a gente a­tende SUS, mas é Rio Preto e mais 31 cidades.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Abril, 2021
Bombeiro incendiário teve que ser escoltado para prestar depoimento na prefeitura e cinco entidades representativas de jornalistas formam comissão para acompanha caso do editor da Folha, foram os temas do Cidade em Destaque de quarta-feira, 14.04.2021. - 21
15 de Abril, 2021
Cidade em Destaque de terça-feira, 13.04.2021 comentou a intolerância e ódio incontidos: advogados jogam ácido em carro de outro advogado. - 22
14 de Abril, 2021
Com 06 mortos em 03 dias Olímpia vai a 18 em abril e 172 na pandemia - 105
14 de Abril, 2021
Casos confirmados de covid caem de 50 para média de 30 por dia - 84
14 de Abril, 2021
Pista da ponte da Waldemar com Aurora está interditada - 64


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       














Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites