iFolha - Campanha de Multivacinação começa 2.ª feira em todas Unidades de Saúde

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 17 de Dezembro de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 13/12/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 10 de Setembro, 2017 - 22:18
Campanha de Multivacinação começa 2.ª feira em todas Unidades de Saúde

Da assessoria

A Secretaria Municipal de Saúde inicia na segunda-feira da próxima semana, dia 11 e estenderá até o dia 22 de setembro, a Cam­panha de Multi­va­cinação. A ação é destinada a crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, 11 meses e 29 dias que estão em atraso com vacinas ou ainda não receberam doses contra as doenças imuno­preveníveis.


A Campanha de Mul­ti­va­cinação será promovida em todas as Unidades Básicas de Saúde, das 7h30 às 16h, de segunda a sexta-feira. Além disso, no dia 16 de setembro, será realizado o Dia D de Vacinação, das 8h às 17 horas, no Ambulatório de Referência e Especialidades (Postão); a UBSF Dr. Francisco Figueiredo Filho (São José); a UBS Dr. Waldomiro Paiva Luz (Cohab I e II); a UBS Dr. Clodoaldo Marins Sarti (Santa Ifigênia); a UBS Dona Dalva Fernandes Moreda Ayusso (Campo Belo).

De acordo com a secretaria, a multivacinação de 2017 tem como novidade a disponibilização de vacina contra HPV para meninas e meninos com idade de 9 a 14 a­nos; e a vacina Meni­ngocócica C para crianças de 12 e 13 anos.

Segundo Juliana Bressane, chefe do setor de Vigilância Epidemio­lógica, todos que estão com a caderneta de vacinação desatualizada deve procurar a UBS mais próxima, além disso, a apresentação da caderneta é imprescindível.

“Com a caderneta em mãos o profissional da saúde fará o histórico do paciente e após este procedimento aplicará as doses atrasadas. Além disso, com a inserção da vacina de HPV e Meningo C na multivacinação vamos conseguiremos aumentar o número de imunizados contra estas doenças”, explica Juliana.

Cada vacina tem estabelecido o número de doses, a idade mínima e máxima para receber cada uma e os intervalos ideais entre as doses. Se as doses são administradas em intervalos inoportunos ou com número de doses insuficientes podem prejudicar o objetivo do programa de vacinação nacional.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
13 de Dezembro, 2017
Daemo assina contrato para perfuração e reestruturação de poços - 109
13 de Dezembro, 2017
Programação cultural do Natal Encantado continua nesta quinta - 87
13 de Dezembro, 2017
Jurista Luiz Flávio Gomes faz palestra na Casa do Advogado nesta quinta-feira - 114
13 de Dezembro, 2017
Trabalhador fica assustado ao saber de dívida de R$ 200 mil em loja de eletrodomésticos - 669
13 de Dezembro, 2017
Estelionatário vende panela por R$ 100, mas cobra R$ 1000, no cartão de crédito - 429


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites