iFolha - Campanha pelo “Face” faz apelo para achar estupradores de duas jovens perto da UPA

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Setembro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 17/09/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 27 de Fevereiro, 2018 - 22:24
Campanha pelo “Face” faz apelo para achar estupradores de duas jovens perto da UPA

Uma campanha disparada pelo site de relacionamentos “Facebook”, apela para que as pessoas ajudem a localizar os autores (possivelmente quatro) de dois estupros ocorridos no domingo, 25, nas proximidades da UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Olímpia.

O texto divulgado na internet, inicia pedindo para que leiam com atenção e que ajudem a fazer justiça.

“No domingo (25/02/18) duas jovens foram violentadas em Olímpia, mas apenas uma deu queixa e eu torço para que a outra esteja viva. O crime foi cometido por três homens branco e um menor. Ocorreu nas proximidades da UPA, o que nos faz pensar que os monstros são daqui ou de alguma cidade próxima, pois sabiam que o lugar ali era deserto”.

E continua: “A vítima está em estado de choque e muito mal. Como foi dito no noticiário local desta segunda-feira, ela voltava para casa sozinha e foi abordada por esses quatro (que já estavam com outra vítima dentro do carro e ainda disserem - mais uma. Eles estavam num gol quadrado branco e um Astra Preto, ambos pareciam ter insulfilme. Dois homens eram brancos, troncudinhos, aparentando ter aproximadamente 30 anos. Um era menor e o outro ela ainda não descreveu devido ao estado de choque”.

O texto diz ainda: “Tenho certeza que alguém conhece ou viu esses dois carros pela cidade ou tem conhecimento de algo que pode ajudar a polícia a coloca-los atrás das grades que é onde eles merecem estar. Se eles continuarem soltos amanhã pode ser eu, você, uma filha, sobrinha etc.. porque pessoas assim não param. Se alguém tiver imagem de segurança desses dois carros por favor entre em contato com a polícia. AJUDEM. COMPARTILHEM. VAMOS NOS UNIR CONTRA O MACHISMO E A IMPUNIDADE”.

A NOTÍCIA DO IFOLHA

Uma menina de 18 anos, que disse residir no residencial Canterville, que chegou a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, por volta das 22 horas do domingo, em estado de choque, dizendo que havia sido estuprada por quatro homens naquela região, acabou apresentando endereço e documento diferentes para a polícia.

O fato teria acontecido na Rua Washington Luiz, nas proximidades da UPA e segundo o Boletim de Ocorrências, os policiais militares Fabio e Eneilson, foram acionados pelos funcionários da UPA, onde a vítima procurou atendimento médico na UPA, por meios próprios, em estado de choque, alegando que havia sido abordada por quatro homens, ocupantes de dois automóveis, os quais, mediante constrangimento e grave ameaça, a teriam estuprado.

Segundo disse aos policiais, os homens teriam obrigado a fazer sexo oral com todos eles e ainda teria sido submetida a toques com dedos em sua vagina, sem que houvesse qualquer tipo de penetração ou ejaculação.

A vítima relatou ainda que foi atacada pelos quatro homens, depois de sair de uma festa, onde fez o uso de bebida alcoólica. Ela afirmou que durante o trajeto que fazia sozinha e a pé, para sua casa, no exato momento que parou atrás de um caminhão, no local do fato (Rua Washington Luiz, entre as ruas Américo Brasilense e 9 de Julho) para urinar, foi obrigada a entrar em um automóvel Golf Preto, que era ocupado por dois homens, que matinha outra moça (desconhecida), sob coação, a qual apresentava ferimentos no rosto, com sangramento.

Teria sido dentro desse automóvel que o crime foi praticado pelos dois homens e por mais outros dois, que ocupavam um segundo veículo (um gol quadrado branco).
A vítima, segundo o BO, apresentava escoriações no pescoço e recusou-se a ser examinada pelo médico plantonista. Da mesma forma, recusou-se a comparecer ao Plantão para que a ocorrência fosse formalizada.

A vítima não apresentou documentos pessoais e forneceu número de uma cédula de identidade que não apresentam sequer numeração semelhante a sua, acreditando que tenha feito isso intencionalmente.

A numeração do documento só foi possível ser identificada após pesquisa no sistema PRODESP. Inclusive, após consulta no sistema RDO os policiais constataram que o endereço era diferente daquele apresentado pela vítima.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
17 de Setembro, 2018
Colhendo os frutos - 78
17 de Setembro, 2018
Óculos de sol: mais do que beleza, são uma necessidade! - 67
17 de Setembro, 2018
CD Baile do Nêgo Véio – Alexandre Pires chegou nas lojas - 58
17 de Setembro, 2018
O filme A Morte de Stalin chegou nas locadoras - 63
17 de Setembro, 2018
Patê de Queijo - 69


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites