iFolha - Caso do Abrigo São José vai parar na promotoria

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 06 de Março de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 04/03/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 14 de Fevereiro, 2021 - 18:30
Caso do Abrigo São José vai parar na promotoria

APURAR!
Advogada também noticiou possível fura-filas
da Assistência Social. O advogado Willian
Zanolli protocolou notícia crime à
promotoria local requerendo que
seja apurado o que realmente
houve no Abrigo São José.

O caso denunciado por u-ma ouvinte do programa jor-nalístico Cidade em Destaque, da Rádio Cidade, foi parar na promotoria pública local. É que o advogado, jornalista e artista plástico Willian Zanolli (foto), protocolou, na 5.ª feira, notícia crime ao Ministério Público local com base nas informações di-vulga-das pela imprensa.

O advogado narra os fatos relatados nas matérias publi-ca-das no site iFolha e também no programa da rádio Cidade e, ao final considerando a gravidade do noticiado “que coloca em risco a vida de pacientes idosos internos naquela instituição e de funcionários da instituição, requer a necessária intervenção urgente do Ministério Público pa-ra que não ganhe contornos trágicos a situação publicamente exposta, se ver-dadeiros os fatos, lá vivenciados”.

OUTRA

REPRESENTAÇÃO

A também advogada Monica Maria de Lima Nogueira protocolou no Ministério Público, representação “para que sejam tomadas as devidas providências em face de Edna Marques, Cristina Reale, vereadoras; e Marcos Roberto Pagliuco, Secretário Municipal de Saúde; além do prefeito Fernando Cunha para apurar um possível ato de fura-fila que pode ter ocorrido a pedido das vereadoras e autorizado pelas autoridades municipais para vacinação antecipada das assistentes sociais de Olímpia.

A advogada requereu que o MP averigue e fiscalize junto a Secretária Municipal de Saúde de Olímpia os critérios adotados para a vacinação dos ditos “grupos prioritários”, os quais abrangem os profissionais da assistência social.

E que se averigue e fiscalize junto à Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Municipal de Saúde Conselho Gestor da Covid 19 entre outros, quais foram os critérios adotados na listagem repassada à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para vacinação dos profissionais da Assistência Social.

Ao final, a advogada salienta: “Entendamos que a grande maioria da sociedade está excluída deste processo. As doses de vacinas estão sendo distribuídas a contagotas em função do descaso do governo federal e gestores municipais que pactuam com ações corporati­vistas em detrimento dos mais vulneráveis, que representam a maior parte da população”.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
04 de Março, 2021
Cidade em Destaque de quinta-feira, 04.03.2021 especial procurou entender o novo decreto da fase vermelha publicado pelo prefeito. - 69
04 de Março, 2021
Mais mortes por Covid, mais escolas com alunos infectados e a nova fase vermelha de Dória foram os temas do Cidade em Destaque de quarta-feira, 03.03.2021. - 72
04 de Março, 2021
Cunha publica novo decreto com medidas mais rígidas e anuncia que vai endurecer a fiscalização - 241
04 de Março, 2021
Olímpia passa de 5 mil positivados e de 50 internados na quinta-feira - 137
04 de Março, 2021
Estado todo vermelhou - 191


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       


















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites