iFolha - Causos para sorrir; No lugar do sócio

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Outubro de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 19/10/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 03 de Outubro, 2017 - 17:25
Causos para sorrir; No lugar do sócio

No lugar do sócio

A esposa entra no escritório do marido com a mãe ao lado e diz:

— Querido, é verdade que seu sócio acaba de morrer?

— É sim, por quê?
— Você pode botar a mamãe no lugar dele?

— Fale com o coveiro, por mim, tudo bem!

 

Reações do álcool

Na aula de Química o professor pergunta:
— Quais as principais reações do álcool?

O aluno responde:
— Chorar pela ex, achar que está rico, ficar valente e pegar mulher feia...

Professor: 
— Tirou 10!

 

Na delegacia
— Seu delegado meu marido saiu de casa ontem à noite, disse que ia comprar arroz e até agora não voltou. O que eu faço doutor?

— Sei lá, faz macarrão!

 

Papagaio sofredor

A mudança foi toda colocada no caminhão. Um desses de carroceria aberta, abarrotado de móveis e lá em cima de tudo a gaiola com o papagaio. A mudança devia estar mal arrumada e as ruas eram muito esburacadas. Com o balanço, a gaiola caiu com o papagaio. Desceu todo mundo, acudiram o papagaio e botaram a gaiola lá em cima novamente. Dali a pouco o pobre coitado despenca outra vez. E outra vez. E mais outra, mil tombos. Aí o papagaio, já irritado, no último tombo virou-se para o dono e disse:

— Faz o seguinte: me dá aí o endereço que eu vou a pé!

 

Ostras

Certo dia, depois de comer em um restaurante, um homem começou a sentir fortes dores no estômago. Sem saber ao certo o que fazer para aliviar o incômodo, ele pediu que sua mulher o ajudasse.

— Vou te levar ao médico — disse ela.

Meia hora depois, a dupla estava em um consultório. Sentado em uma cadeira, o homem falou:

— Ai doutor, acho que foram as ostras que eu comi.

— Elas estavam frescas? — perguntou o médico.

— Bem... Eu não tenho certeza, doutor. Não tinha como saber.

— Como assim não tinha como saber? Quando o senhor abriu as conchas, que cor elas tinham?

— Ai, doutor, tinha de abrir as conchas?

 

Papagaio em alto mar

Um mágico trabalhava em um navio, fazendo shows para os passageiros. O público era diferente a cada semana, então o mágico sempre repetia os mesmos truques. O papagaio do capitão via os shows e começava a entender como o mágico fazia os truques. Quando ele entendia um truque, começava a gritar no meio do show: “Olha, não olhem para o mesmo chapéu!”. “Olha, ele está escondendo as flores debaixo da mesa!”. “Por que todas as cartas são Ás de Espada?”. O mágico ficava furioso, mas não podia fazer nada. Afinal de contas era o papagaio do capitão. Então, um dia o navio afundou. O mágico acabou agarrado a um pedaço de madeira no meio do mar e por capricho do destino, junto com o papagaio. Eles olharam um para o outro com ódio, mas não proferiram palavra alguma. Isto continuou por vários dias. Finalmente, no quinto dia, o papagaio não se conteve e disse:

— Ok, com essa eu desisto. Onde você enfiou a porcaria desse navio


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
19 de Outubro, 2017
Polícia captura procurado condenado a 27 anos de prisão por estupro de vulnerável - 363
19 de Outubro, 2017
“Euripinho” quase foi transferido para São Paulo para fazer tratamento fisioterápico - 1081
19 de Outubro, 2017
Ampliação do Fórum poderá custar R$ 14 milhões - 171
19 de Outubro, 2017
Feriado em Olímpia registra maior ocupação hoteleira do ano - 101
16 de Outubro, 2017
Na novela da Record - 61


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
































Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites