iFolha - Como de livrar o bafão?

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Outubro de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 19/10/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 03 de Outubro, 2017 - 17:02
Como de livrar o bafão?

Que atire a primeira pedra quem nunca sofreu por causa de mau hálito, pelo menos uma, ou três vezes, na vida!

É mesmo algo horrível que muitas vezes ataca nos momentos mais inconvenientes e, dependendo do caso, não há balinha de hortelã que dê jeito na situação. Melhora na hora, mas alguns minutos depois o “bafão” aparece de novo.

O mau hábito faz sofrer quem tem e muito mais quem está por perto; é preciso encarar o assunto de frente e saber que se trata de uma doença.

Os especialistas no assunto explicam que as causas podem ser fisiológicas, é o caso daquela halitose matinal que ataca a todos sem distinção, ou patológicas, que requerem tratamento específico.

Entre as chamadas causas patológicas existem as causas locais tais como cárie e doença periodontal, e as sistêmicas, ou seja, diabetes, prisão de ventre etc, mas os dentistas afirmam com unanimidade que 98% dos casos de mau hálito se dá pela má higiene bucal. Isto quer dizer que não basta dar uma escovada nos dentes para garantir a saúde (e o bom cheiro) bucal.

É muito comum as pessoas dizerem que o mau hálito é causado por problemas estomacais, porém o que realmente acontece é que as bactérias começam a proliferar na boca e depois de um tempo migram para o aparelho digestivo, daí as pessoas começam a sentir dores no estômago e outros incômodos causados justamente pelas bactérias existentes na cavidade bucal.

Assim, o tratamento para livrar-se do “bafo de jiboia” é simples e está ao alcance de todos. É obrigatória uma perfeita higiene bucal feita com escova, creme dental, fio dental e enxaguatório com flúor, além de visitas periódicas (no mínimo a cada seis meses sendo que existe casos que é preciso aumentar este número) ao dentista para livrar-se das cáries e fazer a remoção do tártaro.

No dia a dia, é preciso seguir algumas regrinhas básicas. Reserve um tempo diariamente para a limpeza completa da boca, lembrando que isso é uma questão de saúde e por isso não deixe a preguiça tomar conta de você.

Procure escovar os dentes após cada refeição. Se você almoça fora de casa, recorra às escovas de dente descartáveis e mantenha na bolsa fio dental e creme dental; você não vai conseguir passar sem isso.

Manter a boca limpa, além de ser uma questão de saúde, pode significar também uma trajetória profissional bem sucedida, já que o mau hábito causa uma péssima impressão. Já pensou você participando de uma reunião de trabalho “brindando” todos os presentes com mau hálito? Não há competência que resista


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
19 de Outubro, 2017
Polícia captura procurado condenado a 27 anos de prisão por estupro de vulnerável - 363
19 de Outubro, 2017
“Euripinho” quase foi transferido para São Paulo para fazer tratamento fisioterápico - 1081
19 de Outubro, 2017
Ampliação do Fórum poderá custar R$ 14 milhões - 171
19 de Outubro, 2017
Feriado em Olímpia registra maior ocupação hoteleira do ano - 101
16 de Outubro, 2017
Na novela da Record - 61


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
































Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites