iFolha - Decretada a preventiva do bacharel acusado de mandar roubar namorada

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 16 de Julho de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 16/07/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 07 de Agosto, 2017 - 00:18
Decretada a preventiva do bacharel acusado de mandar roubar namorada

Foi decretada pelo juiz de direito da Vara Criminal de Olímpia, Eduardo Luiz de Abreu Costa, a prisão preventiva do bacharel em direito e estudante de psicologia Helder Henrique Dorta, de 28 anos, (foto) morador em Catanduva. Ele é acusado de ter mandado roubar a casa de sua ex-namorada, residente no distrito de Baguaçu.

A prisão preventiva foi requisitada pela delegada Denise Vichiato Polizelli, que preside o inquérito policial. Helder, inicialmente, teve sua prisão temporária de cinco dias decretada e foi preso na terça-feira, na semana passada . Em seguida a prisão foi prorrogada por mais um período de cinco dias e agora, decretada a preventiva.

CONFISSÃO NO CELULAR

De acordo com o chefe do SIG-Serviço de Investigações de Olímpia, Fábio Baltazar, no Iphone, de propriedade de Helder, foi encontrada uma conversa no aplicativo WhastsApp, onde ele confessa ter sido o mandante do roubo na casa da ex-namorada.

Como prova, segundo a polícia, também tem a acusação contra Helder feita em Catanduva, por Anderson Rosa da Silva, vulgo “Neguinho”, preso naquela cidade depois de ter participado de um roubo. Foi quando ele acabou confessando também ter participado do roubo no dia 28 de maio, em Baguaçu, a mando de Helder.

O objetivo do roubo seria conseguir objetos da ex-namorada, como celulares, notebook, cadernos, que seriam utilizados para ele saber com quem ela estava se relacionado. No cumprimento de um mandado de busca e apreensão na casa do acusado foram encontrados material de maquiagem  da moça.

Helder Dorta, em depoimentos prestados na delegacia de Olímpia, nega todas as acusações. Afirma que tudo seria “armação” contra ele. Com a decretação da preventiva ele será transferido da cadeia de Colina, onde ficou dez dias encarcerado, para o CDP-Centro de Detenção Provisória de Icém.

 

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
16 de Julho, 2018
Pele macia e hidratada durante o Inverno - 6
16 de Julho, 2018
Personagem - 6
16 de Julho, 2018
Pele macia e hidratada durante o Inverno - 4
16 de Julho, 2018
O CD Sem Rótulos - Mano Walter chegou nas lojas - 5
16 de Julho, 2018
O filme Ninguém Está Olhando chegou nas locadoras - 15


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       






























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites