iFolha - Em tempo de quarentena, "Dor nas costas" é o termo mais procurado no Google

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 01 de Junho de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 01/06/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 18 de Maio, 2020 - 14:19
Em tempo de quarentena, "Dor nas costas" é o termo mais procurado no Google

A pandemia do novo coronavírus mudou a rotina de muita gente, já que o distanciamento social é tido pelos especialistas como a melhor forma de evitar o contágio em massa e preservar o sistema de Saúde. Quem estava acostumado com o ambiente confortável do escritório, rapidamente teve que improvisar um lugar para trabalhar em casa. A maioria foi para a mesa de jantar da sala ou da cozinha, ou adaptou algum outro cômodo para desenvolver suas atividades profissionais. Nas primeiras semanas, funcionou. Mas, de acordo com um levantamento do Google Trends, nunca a expressão “dor nas costas” foi tão buscada no Brasil como em abril de 2020.

Especialistas em Fisioterapia explicam que, em um primeiro momento, usar o computador na mesa de jantar, no sofá ou na cama pode até parecer confortável, mas, ao longo do dia, além de ser prejudicial à saúde, também pode reduzir a produtividade.

Como não é possível mudar a altura da mesa, uma boa alternativa é usar uma cadeira de altura regulável (ou uma almofada para adaptar a altura), com um bom apoio para os braços e toda a coluna. Deve-se deixar, no mínimo, 20 cm entre a mesa e o assento da cadeira. Pessoas de baixa estatura precisam, ainda, providenciar um apoio para os pés. A altura do monitor deve ser ajustada de forma que a porção superior da tela permaneça na altura da linha visual, possibilitando uma boa visão sem a necessidade de projetar o pescoço para frente. A distância da tela deve ser de 40 a 70 cm, já sentado. A regra é manter as costas retas, antebraços apoiados sobre o tampo, coxas em 90 graus em relação ao tronco, joelhos e pés também a 90 graus, assim como o ângulo entre o pescoço e o queixo. Os pés devem ainda ser bem apoiados no chão e, eventualmente, podem ser estendidos para a frente - nunca para trás.

E mais, ao acordar, os músculos não estão preparados para movimentos, por isso, antes de tudo, a dica é respirar fundo, se espreguiçar e realizar alongamento da musculatura do tronco, dos braços e das pernas.

Ficar muito tempo na mesma posição prejudica não apenas a coluna, mas também a circulação. O ideal é fazer um intervalo de cinco minutos a cada 40 minutos sentado para driblar a sobrecarga na articulação. Dar uma volta, alongar-se e até mesmo deitar por um breve momento pode evitar dores e lesões, reduzindo a pressão nos discos vertebrais e as tensões na coluna. A coluna é um dos pontos onde mais se sente dor, mas existem outras regiões que também merecem atenção, como ombros, punhos e panturrilhas. Uma das melhores maneiras de preservar a coluna é ter uma boa estrutura muscular, ou seja, o equilíbrio de forças dos músculos que estabilizam a coluna vertebral minimiza a sobrecarga dessa região. Os exercícios físicos regulares fortalecem a musculatura da coluna e melhoram a postura e podem ser feitos mais de uma vez por dia. Em tempos de isolamento social, atividades como alongamentos, abdominais, prancha, mini-agachamento com apoio das costas na parede, flexões de  membros superiores com as mãos apoiadas na parede ou no chão utilizando o peso do próprio corpo, além de outros exercícios que podemos realizar de forma segura, sem a presença de equipamentos. 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
01 de Junho, 2020
Em isolamento social, Deborah Secco curte a família - 8
01 de Junho, 2020
Fina Estampa; Teodora encontra o tesouro do chinês - 15
01 de Junho, 2020
Conheça um pouco mais de Humberto Martins - 13
01 de Junho, 2020
Bananal, a potência do tempo do Império - 18
01 de Junho, 2020
Convivendo bem com a asma - 18


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites