iFolha - Estudante de 18 anos diz que foi estuprada próximo da UPA

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 19 de Dezembro de 2018
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 18/12/2018
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 26 de Fevereiro, 2018 - 21:37
Estudante de 18 anos diz que foi estuprada próximo da UPA

Uma menina de 18 anos, que disse residir no residencial Canterville, que chegou a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, por volta das 22 horas do domingo, em estado de choque, dizendo que havia sido estuprada por quatro homens naquela região, acabou apresentando endereço e documento diferentes para a polícia.

O fato teria acontecido na Rua Washington Luiz, nas proximidades da UPA e segundo o Boletim de Ocorrências, os policiais militares Fabio e Eneilson, foram acionados pelos funcionários da UPA, onde a vítima procurou atendimento médico na UPA, por meios próprios, em estado de choque, alegando que havia sido abordada por quatro homens, ocupantes de dois automóveis, os quais, mediante constrangimento e grave ameaça, a teriam estuprado.

Segundo disse aos policiais, os homens teriam obrigado a fazer sexo oral com todos eles e ainda teria sido submetida a toques com dedos em sua vagina, sem que houvesse qualquer tipo de penetração ou ejaculação.

A vítima relatou ainda que foi atacada pelos quatro homens, depois de sair de uma festa, onde fez o uso de bebida alcoólica. Ela afirmou que durante o trajeto que fazia sozinha e a pé, para sua casa, no exato momento que parou atrás de um caminhão, no local do fato (Rua Washington Luiz, entre as ruas Américo Brasilense e 9 de Julho) para urinar, foi obrigada a entrar em um automóvel Golf Preto, que era ocupado por dois homens, que matinha outra moça (desconhecida), sob coação, a qual apresentava ferimentos no rosto, com sangramento.

Teria sido dentro desse automóvel que o crime foi praticado pelos dois homens e por mais outros dois, que ocupavam um segundo veículo (um gol quadrado branco).
A vítima, segundo o BO, apresentava escoriações no pescoço e recusou-se a ser examinada pelo médico plantonista. Da mesma forma, recusou-se a comparecer ao Plantão para que a ocorrência fosse formalizada.

A vítima não apresentou documentos pessoais e forneceu número de uma cédula de identidade que não apresentam sequer numeração semelhante a sua, acreditando que tenha feito isso intencionalmente.

A numeração do documento só foi possível ser identificada após pesquisa no sistema PRODESP. Inclusive, após consulta no sistema RDO os policiais constataram que o endereço era diferente daquele apresentado pela vítima.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
18 de Dezembro, 2018
O livro 21 dias chegou nas livrarias - 76
18 de Dezembro, 2018
Os destaques da Globo para este final de ano - 27
18 de Dezembro, 2018
Em Malhação; Todos comemoram as notícias sobre o estado de saúde de Amanda e Leandro. - 28
18 de Dezembro, 2018
Saiba um pouco mais de João Vicente de Castro - 28
18 de Dezembro, 2018
Férias maravilhosas na República Checa - 29


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites