iFolha - Klebber Toledo, talento a toda prova iFolha - Obra para resolver problema do esgoto na Senador dá problema mais uma vez

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 27 de Maio de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 26/05/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 14 de Maio, 2019 - 16:35
Klebber Toledo, talento a toda prova

Interpretando Patrick, em “Verão 90”, Klebber Toledo está fazendo muito sucesso na trama e é, sem dúvida, um dos maiores nomes da dramaturgia brasileira / João Cotta-RG



Na história de “Verão 90”, Patrick é um baiano-holandês que carrega um mistério em sua origem. Bom moço, ele encanta principalmente as mulheres por causa do jeito despojado e um tanto atrapalhado / Victor Pollak-GB

 

 

Na pele do inocente e galã Patrick, filho de uma baiana com um holandês, Klebber Toledo está fazendo bonito na novela “Verão 90”. Equivocadamente inocente, não se engane, Patrick não é nada bobo, ele é apenas um rapaz do bem, que tem coração sem maldades e que sabe amar; Lidiane (Claudia Raia) e Gisela (Débora Nascimento) que o digam!

O personagem é um tanto desastrado, mas conquistou os seguidores de “Verão 90” justamente por causa de seu jeito meio inocente de interpretar as coisas e também porque exibe um corpão de dar inveja. E o doce sotaque baiano do personagem, meio gaguejado, dá um toque especial à performance de Klebber Toledo, sem contar o corpão do ator que arranca suspiros das personagens femininas que contracenam com ele e também das mulheres na vida real.

A torcida dos fãs da trama é que Patrick termine a história nos braços de Lidiane, que é o seu verdadeiro amor. Mas, até isso acontecer, o baiano-holandês ainda deverá ficar nos braços de Gisela e também de Tânia (Marcela Siqueira) que está encantada com o “jeito educado” que Patrick a trata.

Impressionante é o amor que Patrick tem pela irmã Dandara (Dandara Mariana) e pela Maínha (Zezeh Barbosa), sua família. De coração grande, ele não mede esforços quando o assunto mexe com uma ou com a outra. Filho obediente, segue as regras de Maínha sem pestanejar.

Especula-se que o nascimento de Patrick carrega algum segredo que fará a diferença no desenrolar da trama em seus momentos decisivos. Quem seria o pai de Patrick? Será que sua origem está ligada de alguma forma aos Ferreira Lima?

Consagrado como um dos melhores atores da dramaturgia brasileira, ele consegue transitar entre o drama e a comédia com a maior facilidade. E tem talento também para a dança. Por isso tanto sucesso.

Klebber Toledo de Queiroz nasceu em Bom Jesus dos Perdões, interior de São Paulo, no dia 14 de junho de 1986. Loiro e de olhos azuis, o ator chama atenção não só por sua beleza, mas também pelo seu talento, mostrado a cada personagem que se propõe a interpretar.

Ele saiu de casa ainda adolescente, aos 15 anos de idade, jogando vôlei em times de São Paulo. Durante dois anos e meio, praticou atletismo, além de trabalhar como garçom, monitor de festas e fazer trabalhos como modelo. Durante este período, o galã aproveitou para fazer um curso de artes cênicas e tomou gosto pela profissão. Em outubro de 2005 se inscreveu na Oficina de Atores da Rede Globo, ganhando no ano seguinte uma pequena ponta em “Sinhá Moça”. Klebber Toledo sabia o que queria e batalhou para conseguir participar da novelinha “Malhação”. Fez vários testes e foi aprovado em todos, garantindo sua participação na temporada 2007. Molina, seu personagem fazia parte de um conturbado pentágono amoroso, composto ainda pelas personagens de Maria Eduarda Machado, Gabriel Wainer, Fernanda de Freitas e Gabriella Vigol.

Em “Malhação”, Klebber provou que tinha talento e em 2009 foi convidado para entrar no elenco do musical “Isaurinha - Samba, Jazz & Bossa Nova”, de Júlio Fischer. De volta a Rede Globo, o ator participou dos capítulos finais da novela “Caras & Bocas”, na qual interpretou Sid, um homossexual. Foi em 2011 que ganhou a oportunidade de ouro, quando recebeu o convite de Walcyr Carrasco para integrar o elenco fixo de “Morde & Assopra”, dando vida ao vilão Guilherme.

Na Globo já participou de “A Vida da Gente”, da novela “Lado a Lado”, “Império”, “Êta Mundo Bom!” e “Haja Coração”, além de atuar também em outras produções da emissora. Vale destacar aqui que foi nos bastidores de “Êta Mundo Bom!” que ele e a atriz Camila Queiroz se aproximaram e começaram um romance que terminou em casamento realizado em agosto do ano passado.

Bonita também, e marcante, foi o seu trabalho em “A Ilha de Ferro” ao lado de Cauã Reymond, quando interpretou Bruno Giordano, irmão de Dante Giordano vivido por Reymond. Ambos protagonizaram cenas eletrizantes e cheias de impacto por conta do enredo da trama.

O ator não esconde que tem planos para emplacar carreira no cinema, sendo que participou de quatro filmes, o mais recente é “O Goleiro”, no ano passado.

E tem mais, o bonitão afirmou também que sonha em fazer um personagem mais impactante, tipo um bandidão, frio e calculista, que possa desafiá-lo e tirá-lo da zona de conforto.

Talentoso, bonitão e querido no mundo artístico, assim é Klebber Toledo.

Ifolha

Olimpia, 04 de Agosto, 2019 - 17:08
Obra para resolver problema do esgoto na Senador dá problema mais uma vez

Além de moradora da região denunciar pelo Facebook que a obra(da) estava parada por mais de duas semanas, ao ser observada diretamente, foi constatado por esta Folha, esta semana, que mais uma vez houve afundamento de parte da área identificando que ou o trabalho que foi feito não surtiu o efeito desejado, ou que a situação do sistema de esgoto existente no local está em situação muito pior do que poder-se-ia imaginar.

O problema constatado pela Folha foi justamente no cruzamento da Senador com a 9 de Julho, que foi objeto de descontentamento do morador (matéria nesta edição). Lá, era visível na quarta-feira, por volta das 12 horas, que um novo afundamento da via havia ocorrido.

Segundo o que foi constatado, fizeram uma espécie de canaleta, para correr a água da chuva na Senador, que ficou interditada por vários dias e afundou de novo, ocasionando a interdição da 9 de Julho no local novamente.

É uma obra que já tem vários meses que foi iniciada e por várias vezes, após ser concluída, apresentou novos problemas de afundamento, levando a crer que o sistema que corre embaixo da via está comprometido e que o problema não foi resolvido, configurando um verdadeira “obrada do século”.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
26 de Maio, 2020
Os politiqueiros e suas falsas verdades, pedido de exame de covid-19 e morte de mototaxista foram os temas do Cidade em Destaque de terça-feira, 26.05.2020 - 67
26 de Maio, 2020
Briga no Quinta da Colina termina com homem esfaqueado na segunda-feira - 95
26 de Maio, 2020
Olímpia tem mais um caso de covid-19 confirmado e vai a 43 - 166
26 de Maio, 2020
“Chaves” e “Chapolin” boas opções para assistir na quarentena - 69
26 de Maio, 2020
Totalmente Demais: Policiais vão à casa de Germano para apreender Fabinho - 72


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites