iFolha - Médicos aprovados para residência deixam “Mais Médicos” em Olímpia

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 22 de Abril de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/04/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 07 de Abril, 2019 - 19:21
Médicos aprovados para residência deixam “Mais Médicos” em Olímpia

Dois profissionais que haviam assumido vagas do Programa do Governo Federal chamado Mais Médicos, junto a Secretaria Municipal de Saúde da Estância Turística de Olímpia, abandonaram as funções depois de terem sido aprovados e admitidos por um processo seletivo de residência médica.

Embora seus nomes e os locais onde estavam atendendo não tenham sido divulgados, a informação foi confirmada nesta sexta-feira, dia 12, pela assessoria de imprensa.

“A secretaria de Saúde de Olímpia esclarece que dois médicos selecionados pelo programa do governo federal “Mais Médicos” solicitaram o desligamento em decorrência da aprovação em processo seletivo de residência. Um deles deixou de exercer as atividades no dia 1º de março e a outra se desligou do Programa em 18 de março”, diz trecho do comunicado enviado à redação desta Folha.

Também de acordo com o comunicado, assim que o comunicado dos desligamentos foi recebido, o município realizou todos os trâmites necessários, solicitando a reposição das vagas para a Coordenação Nacional do programa Mais Médicos e aguarda providências.

Em relação aos atendimentos, a secretaria informa que os profissionais que atuam na rede municipal de saúde estão colaborando nos atendimentos médicos dessas duas unidades para que não haja prejuízos aos moradores.

No entanto, segundo as informações veiculadas pela Rede Globo de Televisão, não há previsão para a convocação de novos médicos para repor a saída destes, que assumiram depois da debandada dos médicos cubanos no final de 2018.

De acordo com o que a reportagem apurou, a saída de médicos que atendiam pelo programa atingiu nove municípios da região noroeste paulista, sendo que a que mais sofreu foi a cidade de Araçatuba. Ainda no Estado de São Paulo o total de municípios atingidos chega a 90.

Mas trata-se de um problema que está atingido todos os estados brasileiros. Consta que mais de mil médicos já anunciaram suas saídas do programa. Além da residência médica, muitos deles vão trabalhar em outras localidades.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Abril, 2019
Geninho leva prefeito de Rio Preto a Brasília para agilizar duplicação da rodovia BR-153 - 47
21 de Abril, 2019
Polícia local quer identificar o engenheiro responsável por obra que matou pedreiro - 64
21 de Abril, 2019
Brindes especiais - 87
21 de Abril, 2019
Volume dos “puns” do tio irrita sobrinho na São José - 181
21 de Abril, 2019
Quadrilha amarra e tranca funcionário para roubar dois tratores na Baculerê - 180


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites