iFolha - Maioria da população vista na área central aderiu ao uso de máscaras

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 27 de Maio de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 26/05/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 10 de Maio, 2020 - 19:31
Maioria da população vista na área central aderiu ao uso de máscaras

TODOS MASCARADOS?      Pessoas ouvidas na quinta-feira concordavam, inclusive com as multas para quem não usar.
 

“Acho que é justo cobrar multa, porque assim ela se conscientiza mais. O brasileiro só se convence quando sai do próprio bolso, ele sofre mais”.

A maioria da população que se dirigiu ao centro da cidade nas manhãs das últimas quinta e sexta-feira, 07 e 08, respectivamente, aderiu ao uso das máscaras faciais para a proteção contra o novo coronavírus, exigida por decreto do governador e regulamentada também por decreto pelo prefeito Fernando Cunha.

Com medo ou não da multa de R$ 30 para o cidadão que for pego sem os acessórios circulando pelas ruas da cidade, embora com movimentação menor que no início da semana, a verdade é que até nas filas dos bancos, não eram vistas pessoas sem elas. Pelas ruas e avenidas dos bairros, entretanto, ainda era vistas muitas pessoas sem as máscaras faciais.

Sílvia Bau, que estava na fila do Banco Itaú, na quinta-feira, 07, primeiro dia de vigência da nova determinação, concordava com a nova medida. “Tem que fazer isso mesmo. Tem que ter esse distanciamento.”

“MULTA TINHA QUE SER ATÉ MAIOR"

Sobre a multa de R$ 30,00, destacou: “Tinha que ser até mais, porque a pandemia está aí e a gente tem que respeitar, fazer certinho, cumprir tudo o que a Prefeitura passar e a gente ter consciência que isso daí é um vírus que mata mesmo.”

Sobre a dificuldade para encontrar e comprar o acessório, Silvia enfatizou: “É difícil, não é fácil você encontrar. A gente trabalha na área da saúde, então é bem orientada a usar essas e não a de pano. Por isso eu te falo, essa seria ideal para todo mundo e não a de pano. Mas quem não consegue usar a própria tem que se precaver com a de pano mesmo. Não pode deixar de usar.”

BRUNA MOISES PIRES ALVES

Já Paola Bruna Moises Pires Alves, que estava na fila da Caixa Econômica Federal, sobre o uso da máscara facial, declarou: “Acho que é melhor, porque assim não se propaga pelo espirro, que tem muita gente que está contaminada e espirra. É mais seguro para todo mundo”.

Sobre a multa afirmou: “Acho que é justo, porque assim ela se conscientiza mais. O brasileiro só se convence quando sai do próprio bolso, ele sofre mais”.

PEDRO ERALDO PESSOA D’ÁVILA

Para Pedro Eraldo Pessoa D’Avila, também ouvido na quinta-feira, 07, o uso da máscara é importante tanto para a proteção dele quanto para o próximo. “A gente tem que estar usando porque a gente está vendo que contaminação está aumentando.”

A respeito da multa disse concordar: “Tem pessoas que têm que ser multadas mesmo, tem que sair do bolso para poder entrar no eixo”.

E conclui: “As máscaras já não estão difíceis de encontrar e o preço também está acessível. O pessoal tem que se conscientizar melhor. É uma forma de respeitar a vida, aí não tem direita, não tem esquerda, não tem nada”.

OS COMERCIANTES E AS MULTAS

Desde quinta-feira, 07, também entraram em vigou as novas normas que preveem que o comerciante ou prestador de serviço deverá pagar multa de R$ 276 por cada funcionário, colaborador e agora também cliente que for pego pela fiscalização sem o equipamento.

LUIZ FERNANDO CIZOTO

O despachante Luiz Fernando Cizoto, ouvido também na quinta-feira, 07, considerou a medida acertada. “Nós temos que proteger um aos outros. Essa multa deve ser aplicada ao dono do estabelecimento. No meu estabelecimento, no meu escritório eu não permito a entrada de ninguém sem a máscara de proteção.”

E continuou: “Eu acho que como comerciante eu não posso permitir um cliente meu de entrar no meu estabelecimento sem a máscara. O cara pode até chegar aqui sem a máscara, eu não deixo. Se chegar algum cliente sem máscara, eu até tenho algumas máscaras descartáveis aqui. No começo devido a grande procura, estava em falta, até o álcool em gel. Hoje já está praticamente normal. Eu tenho o álcool em gel, tudo na medida para a nossa segurança”, destacou.

JOALICE GALINDO

Já a comerciante Joalice Gallindo entende que se a saúde acha que isso é necessário, o povo tem que ser consciente e usar.  E sobre a multa, declarou: “Ninguém gosta de por a mão no bolso. Acho que foi um meio que o governo arrumou para poder obrigar, porque se não for assim não vai usar. Agora o valor, não sei, é meio puxado para o povo que não tem dinheiro”.

A comerciante conclui falando sobre qual atitude toma se alguma cliente chega ao seu estabelecimento sem a máscara: “Eu instruo, não atendo. Não vou me prejudicar por isso. Tem a multa e a contaminação também”.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
26 de Maio, 2020
Os politiqueiros e suas falsas verdades, pedido de exame de covid-19 e morte de mototaxista foram os temas do Cidade em Destaque de terça-feira, 26.05.2020 - 53
26 de Maio, 2020
Briga no Quinta da Colina termina com homem esfaqueado na segunda-feira - 77
26 de Maio, 2020
Olímpia tem mais um caso de covid-19 confirmado e vai a 43 - 137
26 de Maio, 2020
“Chaves” e “Chapolin” boas opções para assistir na quarentena - 55
26 de Maio, 2020
Totalmente Demais: Policiais vão à casa de Germano para apreender Fabinho - 61


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites