iFolha - Março já é o pior mês em número de infectados de toda a pandemia

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 15 de Abril de 2021
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 15/04/2021
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 25 de Março, 2021 - 09:36
Março já é o pior mês em número de infectados de toda a pandemia

PIOR DO PIOR!
Na quarta-feira, 136 casos em 24 horas e
quantidade elevada de suspeitos (301)
mostram que número de infectados continua
a subir. E com ela o caos total. Março,
com 1250 infectados já supera o pico da
primeira onda, que foi em agosto, quando
foram registrados 1183 casos e já é o
pior mês de toda a pandemia, ainda
faltando 07 dias para computar. Santa
Casa de Olímpia totalmente lotada e
Hospital Nossa Senhora de Barretos também
com apenas dois leitos de UTI sobrando
na quarta, 24, e a primeira morte de
paciente esperando na fila de internação,
com certeza, o colapso chegou.Para muitos
não vai existir outra saída senão a
decretação de um lockdown nos próximos
dias. Prefeito tenta protelar.

 

 


Mesmo com várias mortes nos últimos dias, mais de uma por dia; mais de 20 pacientes internados em UTIs de Olímpia e região; e com número de infectados aumentando Olímpia já tem a necessidade de tomar medidas mais drásticas ainda para conter o avanço do vírus, sob pena de, com medidas menos incisivas, prolongar por muito mais tempo a curva de crescimento e ocasionar muito mais mortes do que poderia evitar.

Na quarta-feira, o município registrou um número recorde de casos confirmados, 136, e continuou com número elevado de suspeitos aguardando resultado de exames (301) confirmando que ainda não chegou ao pico desta segunda onda e que as medidas tomadas pelo governo do Estado até aqui não estão surtindo efeito.

HOSPITAIS DE REGIÃO LOTADOS

Santa Casa de Olímpia totalmente lotada e usando até leitos da UTI normal para abrigar pacientes com covid, e Hospital Nossa Senhora de Barretos também com apenas dois leitos de UTI sobrando na quarta, 24, e a primeira morte de paciente esperando na fila de internação, mostram, com certeza, que o colapso chegou. Para muitos não vai existir outra saída senão a decretação de um lockdown nos próximos dias.

O governo do Estado, no entanto, mesmo tendo indicação dos cientistas para que decrete a medida mais restritiva e de eficácia mais rápida tenta protelar, assim como o prefeito Fernando Cunha que também tem o poder de restringir mais as medidas que estão em vigor.

Cunha, inclusive, anunciou neste dia, que implantará mais cinco leitos de UTI na Santa Casa, indo de 15 para 20. Outros dez leitos também foram anunciados há mais de duas semanas atrás para funcionar no AME de Barretos, mas possivelmente a falta de funcionários da área esteja dificultando a colocação em funcionamento.

DIFICULDADE DE ENCONTRAR PROFISSIONAIS PARA NOVOS LEITOS

Em Olímpia, a Santa Casa, em sua página no Facebook, na internet, fez chamamento para a contratação de novos técnicos de enfermagem, enfermeiro (a) e fisioterapeuta. Mas, sabe-se que a dificuldade é grande e a equipe atual está sobrecarregada já com os 15 existentes.

Dentro deste quadro, mesmo com a possível entrada em funcionamento dos 10 leitos no AME de Barretos e os cinco de Olímpia,  passando de 102 para 117 leitos, com certeza, a região estará diante de um paliativo que amenizará o problema por poucos dias, já que o número de pessoas na espera só em Olímpia, nos últimos dias, era superior a 05 e morreu o primeiro paciente aguardando vaga para internação.

Atualmente, a região, que na quarta-feira tinha o pior índice de todo o estado em ocupação de leitos de UTI, com 98,7%, possui 102 leitos de UTI. 15 em Colina, 15 em Olímpia, 52 no Nossa Senhora, em Barretos; e 20 em Bebedouro.

PRIMEIRA ONDA PASSOU COM MUITO MENOS LEITOS

Para se ter uma ideia de como a situação está preocupante, na primeira onda, não se chegou a situação caótica como se verifica no momento e não existiam os 5 leitos a mais de Olímpia e nem os 20 de Bebedouro.

Para muitos, o pior é que os números estão crescendo semana a semana, não só em Olímpia, mas em toda a microrregião e em todo Estado e, com eles, sempre na sequência, o número de pacientes com necessidade de internação e, por fim, o aumento de número de mortes,  levando à conclusão cada vez mais crescente de que não resta outra saída efetiva para a região de Olímpia, a não ser adotar medidas mais rígidas do que as previstas na fase emergencial, atualmente em vigor, semelhantes às adotadas em Araraquara e Rio Preto: o lockdown.

Os números de casos positivados na quarta-feira, 24, foi de 136 em 24 horas, mas com um número elevado de suspeitos também aguardando resultado: 301, significando que crescerão ainda mais.

MARÇO É PIOR MÊS DE TODA A PANDEMIA

Foram 1250 infectados nos 24 dias de março, número que já supera o pico da primeira onda, que foi em agosto, quando foram registrados 1183 casos e já é o pior mês de toda a pandemia, ainda faltando 07 dias para computar. A perspectiva é a de superar a casa os 1600 casos computando-se os dias restantes, aproximadamente 50% acima do pico de agosto.

A média dos últimos 24 dias é de 52 casos/dia; mas quando se computa apenas os últimos sete dias sobe para 61, significando que a tendência é de continuar subindo nos próximos dias.

Na chamada média móvel, que contabiliza a média de casos das últimas duas semanas, está em 57, com uma variação de mais de 40% nos últimos 14 dias. A média móvel (casos por 100 mil habitantes), por sua vez, está em 103 casos por dia/100 mil.

BOLETIM DE OLÍMPIA: BEBÊS DE 02 E 03 MESES, VÁRIAS CRIANÇAS E MAIORIA ABAIXO DE 50 ANOS

A secretaria de Saúde de Olímpia informou na quarta-feira (24), que recebeu 51 resultados negativos e 136 positivos para Covid e confirmou dois novos óbitos, de uma senhora de 74 e um senhor de 76 anos.

Outras 47 notificações suspeitas foram registradas e, por outro lado, mais 87 pessoas estão recuperadas.

Com as atualizações, Olímpia passou a ter 6.121 casos confirmados, dos quais 5.667 estão curados (92%), 137 vieram a óbito e 44 estão internados em hospitais de Olímpia e região (22 em UTI e 22 em Enfermaria).

O município aguarda resultados de 301 suspeitos, sendo dois hospitalizados.

Os casos positivos são de 67 mulheres (3 meses, 3, 5, 7, 12, 13, 16, 18, 18, 18, 20, 22, 23, 26, 26, 27, 28, 29, 29, 31, 31, 32, 33, 33, 34, 36, 36, 36, 36, 36, 38, 38, 39, 39, 39, 40, 41, 42, 42, 43, 45, 46, 48, 50, 50, 51, 52, 52, 53, 54, 54, 55, 56, 58, 59, 60, 60, 61, 65, 71, 73, 74, 76, 77, 78, 81 e 84 anos) e 69 homens (2 meses, 9, 12, 14, 15, 15, 15, 18, 19, 19, 19, 22, 22, 24, 26, 27, 27, 28, 28, 29, 30, 30, 30, 31, 31, 32, 32, 33, 34, 35, 37, 37, 37, 37, 38, 39, 39, 39, 40, 40, 40, 41, 45, 45, 46, 46, 48, 49, 49, 50, 50, 50, 52, 52, 52, 52, 53, 54, 55, 57, 58, 59, 59, 61, 61, 64, 67, 73 e 77 anos).

SANTA CASA ESTAVA COM
29 INTERNADOS E LEITOS DE UTI
TOTALMENTE TOMADOS

A ala de tratamento de covid do único hospital da cidade, a Santa Casa, que tem 15 leitos de UTI e 20 de enfermaria, na quarta-feira, 24, estava com 29 pacientes internados.

Na UTI estavam 14 pacientes, todos positivos para covid-19, 13 de Olímpia e 01 de Severínia.

Nos leitos de enfermaria, 15 pacientes, 12 de Olímpia e 3 de Severínia, todos positivos para covid.

O hospital comunica, com pesar, a morte, por covid, de uma paciente de 72 anos, moradora de Severínia.

A Instituição registra, desde o início da pandemia, 94 óbitos pela doença, sendo 61 de Olímpia, 15 de Severínia, 08 de Cajobi, 05 de Guaraci, 04 de Altair e 01 de Colina.

BARRETOS CHEGA A 233 MORTES
E CONTINUA COM UTI LOTADA

Barretos que é a sede regional da região a que Olímpia pertence e a maior cidade da DRS V – Divisão Regional de Saúde, tem vivido seus dias mais mortais de toda a pandemia, indo a 233 mortes.

Na quarta-feira, 24, a cidade tinha a UTI do Nossa Senhora (que é o hospital referência da região em tratamento da Covid) totalmente lotada, com 96,15% de ocupação, ou seja, 50 leitos ocupados dos 52 existentes (geralmente leitos ficam vagos após a morte ou alta de pacientes, mas por poucas horas, até que o CROSS envie outro para preenchê-los).

Na UTI de Barretos, da microrregião, neste dia, estavam dois pacientes de Cajobi (mulheres de 64 e 66 anos), 01 de Severínia (mulher de 42) e 04 de Olímpia (dois homens: de 39 e 46 anos; e duas mulheres de 36 e 40 anos).


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
15 de Abril, 2021
Bombeiro incendiário teve que ser escoltado para prestar depoimento na prefeitura e cinco entidades representativas de jornalistas formam comissão para acompanha caso do editor da Folha, foram os temas do Cidade em Destaque de quarta-feira, 14.04.2021. - 24
15 de Abril, 2021
Cidade em Destaque de terça-feira, 13.04.2021 comentou a intolerância e ódio incontidos: advogados jogam ácido em carro de outro advogado. - 26
14 de Abril, 2021
Com 06 mortos em 03 dias Olímpia vai a 18 em abril e 172 na pandemia - 110
14 de Abril, 2021
Casos confirmados de covid caem de 50 para média de 30 por dia - 88
14 de Abril, 2021
Pista da ponte da Waldemar com Aurora está interditada - 65


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       














Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites