iFolha - Niquinha volta a demitir nomeados em comissão do staff político de G. Pimenta

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 21 de Julho de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 21/07/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 30 de Junho, 2019 - 18:15
Niquinha volta a demitir nomeados em comissão do staff político de G. Pimenta

O presidente da mesa diretora da Câmara Municipal da Estância Turística de Olímpia, Antônio Delomodarme, Niquinha, voltou a exonerar nesta semana, os três funcionários nomeados em cargos comissionados, que pertencem ao staff político do ex-presidente da mesa, atual 1.º secretário da mesa, Luiz Gustavo Pimenta, que haviam sido beneficiados com uma medida liminar expedida na semana anterior, pela juíza de direito da 1.ª Vara Cível, Marina de Almeida Gama Matioli, determinando a reintegração dos mesmos.

Para tanto, Niquinha emitiu as portarias 944/2019, 945/2019 e 946/2019, dispondo sobre as novas exonerações dos servidores: Ricardo José Ferreira Perroni, Gustavo Matias Perroni e Rui Rodrigues de Castro Filho, respectivamente.

Como se recorda, em decisão datada de terça-feira da semana passada, dia 17, a juíza concedeu medida liminar para Gustavo Pimenta, anulando portarias de exonerações de dois advogados e um assessor legislativo, nomeados por ele quando ocupava a presidência, mas que foram exonerados pelo atual presidente.

A medida, no entanto, não era definitiva, pois poderia haver recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), conforme a mesa da câmara protocolou conseguindo, por enquanto, reverter a situação.

Os advogados Gustavo Perroni e Ricardo Perrone, bem como do assessor legislativo Rui Castro, no entanto, deveriam ser reintegrados aos quadros de servidores da Câmara até decisão final. Mas acabaram sendo novamente exonerados.

Niquinha afirmou que fez uma convocação da mesa na terça-feira para tratar do assunto, na qual compareceram ele, o vice-presidente Marcão Coca e o 2.º tesoureiro Luiz do Ovo. Gustavo Pimenta não teria aparecido na reunião.

O presidente da Câmara afirmou que na ocasião, diante da liminar concedida pela justiça local, propôs a expedição de novas portarias exonerando os funcionários. Luiz do Ovo teria sido contra e Marcão Coca a favor. Neste caso, disse ele, que o voto do presidente valeria por dois e então teriam sido expedidos as novas portarias, que foram publicadas no Diário Oficial do Município, preenchendo os requisitos cobrados por Pimenta na justiça de que a decisão de exoneração teria que ser tomada por três membros da mesa, que foram publicadas no Diário Oficial do Município.

Os funcionários nem chegaram a ir até a Câmara para serem reempossados nos referidos cargos em comissão.

A medida do Tribunal de Justiça suspendendo a liminar da justiça local teve como base o fato de não ter sido dado o direito ao presidente da Câmara colocar a sua posição. Mas a ação ainda deverá ter sequência com o julgamento do mérito.

SESSÃO NÃO FOI GRAVADA

Por outro lado, durante a sessão realizada na última terça-feira (segunda-feira foi feriado), 25, a transmissão que é feita através do YouTube teve uma interrupção justamente no momento em que acontece o chamado tempo da liderança, onde os vereadores costumam se digladiar em suas falas.

A sessão voltou apenas no momento da aprovação dos projetos. O jornalista e âncora do programa Cidade em Destaque da Rádio Cidade, 98,7 Mhz, estranhou o fato de a gravação ser interrompida justamente no momento em que ocorrem as agressões mútuas. O presidente da Câmara, Antonio Delomodarme, Niquinha, no entanto, garantiu que o problema foi de interrupção do sinal de internet e que de maneira nenhuma teria sido proposital.

Neste intervalo teria sido colocado pelo presidente, inclusive, que um ex-presidente teria ficado com um cheque de R$ 3.500,00 em seu poder por mais de um ano sem dar a destinação ao mesmo e que o dinheiro estaria bloqueado sem poder ser utilizado. E que este fato seria denunciado à promotoria pública.

O jornalista e editor deste jornal, em seu programa, afirmou que agora é aguardar que nas próximas semanas não ocorram falhas na transmissão para que a população possa ficar sabendo as cenas dos próximos capítulos do palco do “Circo da Aurora”.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
21 de Julho, 2019
A incógnita de 2020 começa a mostrar sua cara. “Talquei?” - 6
21 de Julho, 2019
É preciso repensar Olímpia - 11
16 de Julho, 2019
De bem com a vida - 146
16 de Julho, 2019
Os ingredientes naturais á favor da beleza - 136
16 de Julho, 2019
O clipe Pra Gente Ser Feliz - Plutão Já Foi Planeta está disponível - 127


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       


























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites