iFolha - O livro A Visita de João Gilberto aos Novos Baianos está nas livrarias

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Outubro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 14/10/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 25 de Junho, 2019 - 16:58
O livro A Visita de João Gilberto aos Novos Baianos está nas livrarias

A Visita de João Gilberto aos Novos Baianos
Nos contos de “A Visita de João Gilberto aos Novos Baianos”, o prazer de contar histórias sobre histórias é o antídoto à alardeada perda de potência da literatura em nosso tempo. Assim, a história do mundo pode caber em treze tweets, tornamo-nos cúmplices de uma farsa erótica ambientada na Vila Rica dos inconfidentes e espiamos pela fechadura a intimidade de um famoso personagem machadiano. No conto que abre e nomeia o livro, fantasia pop inspirada no encontro real entre o gênio da bossa nova e os jovens hippies liderados por Moraes Moreira, vislumbra-se uma síntese da contribuição original que a arte brasileira pode dar ao mundo: metade precisão rigorosa, metade delírio e festa. Os mesmos ingredientes podem ser encontrados na prosa entre o culto e o popular que anima um livro dividido em três partes, como um LP impossível. No Lado A ficam as narrativas mais clássicas. O Lado B é dedicado aos fragmentos de um experimentalismo que examina com humor ferino, mas sem perder a ternura, os cacos restantes das velhas catedrais literárias e suas vaidades autorais na era da internet. Fecha o volume a deliciosa novela “Jules Rimet, Meu Amor”, publicada em 2014 como e-book. Com 152 páginas, o livro é da Editora Companhia das Letras.

 

O Amor Como Revolução
Aos dezesseis anos, Henrique Vieira percebeu que a vida nem sempre segue o planejado. Uma inesperada e significativa perda visual alterou radicalmente sua rotina e expectativas para o futuro. Do encontro com a dor vieram as primeiras reflexões sobre o sentimento de desamparo e de solidão do ser humano. Expectativas ilusórias, frustrações cotidianas, desejos reprimidos, tudo isso pode alimentar o ódio e impedir uma vivência mais plena e feliz. Aceitar que os conflitos fazem parte de quem somos pode, paradoxalmente, nos tornar capazes de ações potentes de amor. Para isso, é necessário um exercício de autoaceitação. Acreditando no potencial revolucionário dos pequenos gestos e das ações cotidianas, Henrique compartilha suas experiências com o leitor: a prática pastoral desde muito jovem, a arte da palhaçaria, a atuação como vereador na cidade de Niterói, as brincadeiras da infância, as lembranças dos avôs, a escola. Para tal, também recupera histórias dos Evangelhos, utilizando as palavras e a trajetória de Jesus como inspiração e meio de comunicação.  “O Amor Como Revolução” é um desafio necessário em nossos tempos, é um chamado para transformarmos o amor em atitudes concretas que ultrapassam nossa própria existência. Com 168 páginas, o livro é da Editora Objetiva.

 

Ignorância
A ignorância — e não o conhecimento — é o verdadeiro motor da ciência. Essa é a premissa deste livro de linguagem ágil e acessível, baseado no curso de enorme sucesso que o neurocientista Stuart Firestein oferece há anos na Universidade Columbia. Segundo o autor, a maioria de nós tem uma falsa impressão da ciência como um método infalível para descobrir coisas e fazê-las acontecerem. Na verdade, o trabalho dos pesquisadores é como “procurar um gato preto em um quarto escuro, sem saber se o gato está lá”. E é exatamente esse “não saber” que os mantém no laboratório até tarde da noite. Aqui, o autor mostra como os cientistas usam a ignorância — consciente ou inconscientemente — para planejar seu trabalho, identificar o que deve ser feito, quais são os próximos passos e onde devem concentrar sua energia. Transformando a ideia convencional de ciência, “Ignorância” é uma abordagem original sobre a natureza da pesquisa e uma leitura imprescindível para aqueles que valorizam a busca por conhecimento.

 

A Lei do Triunfo
Sucesso editorial há quase um século, “A Lei do Triunfo” é o resultado de mais de 20 anos de pesquisa entrevistando e investigando grandes líderes, entre eles Thomas Edison (inventor da lâmpada), Theodore Roosevelt (ex-presidente dos EUA) e F.M. Woolworth (proprietário das Lojas Americanas).  Num mundo globalizado, regido pela prosperidade digital, este livro retrata, numa linguagem clara e profunda, os fundamentos de dezesseis leis que podem ajudar as pessoas a transformarem suas vidas de forma surpreendente. Apesar de lançado originalmente em 1928, “A Lei do Triunfo” é uma obra atemporal que até hoje continua sendo adotada por grandes empresas e pessoas em todo o mundo. De Napoleon Hill, o livro tem 672 páginas e é um lançamento da Editora José Olympio.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
14 de Outubro, 2019
Tudo pronto - 561
14 de Outubro, 2019
Os cuidados durante a gravidez - 652
14 de Outubro, 2019
A Dona Do Pedaço – Vol. 2 – Trilha Sonora é lançado - 636
14 de Outubro, 2019
O documentário Hilda Hilst Pede Contato já está disponível - 627
14 de Outubro, 2019
Pão Integral de Aveia - 541


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites