iFolha - O que apneia do sono?

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 16 de Fevereiro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 11/02/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 02 de Setembro, 2019 - 14:08
O que apneia do sono?

A palavra “ronco” costuma apavorar. É muito difícil conseguir dormir no mesmo ambiente com alguém que ronca durante o sono. Em alguns casos, eles incomodam até mesmo quem está em outro cômodo da casa.

Afinal por que isso acontece?

A apneia obstrutiva do sono, chamada popularmente de ronco, é caracterizada por episódios recorrentes de obstrução da garganta durante o sono, geralmente acompanhada de ronco. Presente em cerca de 33% da população brasileira, o distúrbio compromete seriamente a qualidade do sono e é responsável por problemas como cansaço, sonolência durante o dia, queda de rendimento no trabalho e alterações de humor. A longo prazo, também pode contribuir com o surgimento de doenças como diabetes, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, arritmia, infarto do miocárdio e até derrame.

Até aqui já deu para entender que o problema do ronco é grave e deve ser encarado com seriedade. Os médicos explicam que a apneia do sono pode ser controlada através de alguns cuidados com a saúde.

Um dos vilões neste caso é o aumento do peso porque as vias respiratórias acabam sofrendo uma espécie de estreitamento em função da gordura acumulada na região do pescoço; os médicos garantem que a obesidade é o principal fator de risco para a ocorrência da apneia do sono.

O tabagismo vem em segundo lugar. O fumo causa inchaço dos tecidos do interior da garganta e da boca; além de aumentar a produção do muco, o processo desencadeado pelo hábito de fumar reduz o tamanho das vias respiratórias, o que favorece o ronco. É bom lembrar que, além disso, o fumo é muito prejudicial à saúde em geral, comprometendo seriamente o sistema respiratório.

Outra medida importante para evitar a apneia do sono é não consumir bebida alcoólica antes de dormir. Em contato com o organismo, o álcool provoca o relaxamento dos tecidos da garganta, o que impede que as vias respiratórias permaneçam bem abertas durante o sono.

A posição em que dormimos também está relacionada com a apneia do sono. Ao dormirmos de barriga para cima a língua cai em direção à garganta e pode obstruir as vias respiratórias. Para evitar problemas durante o sono, o ideal é que a pessoa durma de lado.

Um bom aliado são os exercícios físicos. A atividade física regular tem efeitos positivos para o sistema cardiovascular e pode reduzir o risco de apneia do sono.
Outra medida imprescindível em relação à apneia do sono é tratar os problemas nasais. A obstrução nasal e a respiração pela boca pioram o quadro de apneia do sono.

Dica importante, manter sempre em dia a saúde cardiovascular e ficar sempre de olho na pressão arterial. A apneia do sono sobrecarrega o funcionamento do coração. 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
11 de Fevereiro, 2020
Férias curtas? - 88
11 de Fevereiro, 2020
Ter atitudes positivas e viver de bem com a vida é essencial - 160
11 de Fevereiro, 2020
Lexa acaba de lançar “Aquecimento da Lexa” - 140
11 de Fevereiro, 2020
O filme "Vendo da Liberdade" já está disponível - 157
11 de Fevereiro, 2020
Purê ao Forno - 105


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites