iFolha - Padrasto é denunciado por estuprar enteada de 13 anos

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 29 de Outubro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 29/10/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 11 de Outubro, 2020 - 11:43
Padrasto é denunciado por estuprar enteada de 13 anos

NA COMARCA!
Mãe trabalha 12 horas por dia e o amásio
apenas 09. O operador de caldeiras teria
mantido relações sexuais com
a enteada de 13 anos.

Um operador de caldeiras morador na comarca de Olímpia, de 24 anos, está sendo acusado de ter praticado relações sexuais com sua enteada de 13 anos. A denúncia foi apresentada pela Polícia Militar que foi acionada pela mãe da menina, que tem 30 anos de idade.

A denúncia foi feita na Po­lícia Civil na quarta-feira, 07. A mãe relatou na po­lícia que trabalha como comerciária e sua carga horária é das 8 às 20 horas. Já o seu amásio, com quem tem união estável, é operário e trabalha das 8 às 17 horas. Contou que ultimamente estava suspeitando da troca de olhares entre sua filha e o amásio.

Relatou que na quarta-fe­i­ra, quando chegou do trabalho e se recolheu para dor­­mir notou que seu amá­sio estava “on line” no banheiro e suspeitou que ele pudesse estar se comunicando via WhatsApp com a sua filha.

Foi quando pegou o celular da filha, que ficou a­pa­vorada. O amásio ajudou a retomar o celular da menina. No entanto, teve tempo de visualizar que eles estavam trocando mensagens. Segundo ela, o amásio teria passado a ameaçá-la de morte, armado com um bastão, mas não chegou a agredi-la.

Inicialmente, contou o acontecido para a mãe de seu amásio que implorou para ela não denunciá-lo à polícia. Contou que, a princípio imaginou que sua filha e seu amásio estavam apenas trocando mensagens. No entanto, a menina contou que já estavam mantendo relações sexuais há cerca de dois meses. Manter relações sexuais com menor de 14 anos fica caracterizado o crime de estupro, independentemente de ser consentido. O operador de caldeira ainda está em liberdade.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
29 de Outubro, 2020
Motorista da Daemo denúncia suposta proposta para sabotar água da cidade e juiz manda suspender o “Blog da Verdade” foram os principais assuntos do Cidade em Destaque de quinta-feira, 29. - 65
29 de Outubro, 2020
Gravação surpresa do vereador Niquinha agradecendo as orações que recebeu, mais uma morte por Covid-19 e a extinção do processo do “chapeludo” foram os temas principais do Cidade em Destaque de quarta-feira, 28. - 152
28 de Outubro, 2020
Prefeitura interdita ponte na vicinal Matadouro/Kimberlit - 142
28 de Outubro, 2020
Um de manhã e outro no final da noite. Olímpia teve duas mortes na terça-feira - 168
28 de Outubro, 2020
Coligação recorre ao TRE e garante que o vídeo “viralizado” no “Whats” foi propaganda negativa - 203


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites