iFolha - Polícia vai investigar o que provocou o incêndio que matou criança em Guaraci

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 20 de Outubro de 2017
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 19/10/2017
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Social
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Coluna do Ivo
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Olímpia FC - TV
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 26 de Julho, 2017 - 12:36
Polícia vai investigar o que provocou o incêndio que matou criança em Guaraci

DA REDAÇÃO COM TVTEM
A polícia civil da região, através de perícia que foi realizada no local, vai apontar as causas do incêndio que terminou na morte de uma criança de 9 anos em Guaraci, na terça-feira, 25. A menina, portadora de deficiência física e mental, morreu carbonizada. Ela estava em casa com a mãe e outra irmã, mas o fogo muito forte impediu o resgate.


O incêndio teria começado na sala onde estava Manuela Ribeiro Santana, de 9 anos. A mãe estava nos fundos da casa e a outra filha, de 14 anos, dormia no quarto. Segundo os bombeiros, o fogo se alastrou rapidamente e tomou conta do madeiramento do telhado.

A casa ficou praticamente destruída e até o carro da família, que estava na garagem, também teve a frente danificada. Até a chegada dos bombeiros, um caminhão de uma usina de açúcar e álcool ajudou a conter as chamas.

Como o incêndio foi na parte da frente da casa, a mãe e a outra filha não tinham como sair. Foi preciso a ajuda de vizinhos que quebraram a parede para que as duas pudessem ser resgatadas.

“O que deu para fazer a gente fez, quebramos a parede e tirei as duas. A mãe estava bem queimada, triste demais, muito triste. Ela falava que a menina estava na sala, mas já tinha gente dentro da casa e não dava para chegar ao cômodo”, afirma o motorista Adalberto da Silva, vizinho e que ajudou no resgate.

A mãe, Luciana Aparecida Ribeiro Santana, de 45 anos, que tentou salvar a filha teve queimaduras pelo corpo e foi encaminhada para hospital na região. Ela teve queimaduras graves, mas a família não autorizou o hospital a informar o estado de saúde dela. A outra filha foi socorrida sem ferimentos.

Por enquanto ainda não se sabe o que teria provocado o incêndio. “A senhora socorrida estava abalada e dava informações desencontradas, a gente não consegue afirmar o que ocasionou o incêndio”, diz o tenente dos bombeiros.

O corpo de Manuela Ribeiro Santana foi velado no velório de Guaraci e o enterro estava marcado para a quarta-feira, 26.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
19 de Outubro, 2017
Polícia captura procurado condenado a 27 anos de prisão por estupro de vulnerável - 354
19 de Outubro, 2017
“Euripinho” quase foi transferido para São Paulo para fazer tratamento fisioterápico - 1062
19 de Outubro, 2017
Ampliação do Fórum poderá custar R$ 14 milhões - 158
19 de Outubro, 2017
Feriado em Olímpia registra maior ocupação hoteleira do ano - 94
16 de Outubro, 2017
Na novela da Record - 60


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
































Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites