iFolha - Salata diz que estão usando secretarias da Saúde e Assistência Social para fazer campanha política

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 19 de Outubro de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 14/10/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 07 de Julho, 2019 - 17:30
Salata diz que estão usando secretarias da Saúde e Assistência Social para fazer campanha política

Durante a sessão ordinária realizada na Câmara Municipal da Estância Turística de Olímpia, na noite da segunda-feira desta semana, dia 1.º, o vereador Luiz Antônio Moreira Salata voltou a denunciar que, além do prefeito Fernando Cunha, os secretários de Saúde e de Assistência Social, Marcos Roberto Pagliuco e Izabel Cristina Reale Thereza, respectivamente, estariam “fazendo campanha política eleitoral” de forma antecipada, o que, caso seja confirmado, estariam ferindo as normas que regem as eleições no Brasil.

Salata voltou a denunciar que na Saúde, além de ter cabide de emprego, o “secretário oculto”, ex-vereador e ex-candidato a prefeito, Hilário Juliano Ruiz de Oliveira, estaria entregando a seus eleitores resultados de exames e medicamentos. Enquanto que, na Assistência Social, Christina Reale também estaria praticando campanha antecipada, depois de ter transformado a pasta em um cabide de empregos e diz que quem não concorda com seus pensamentos e que ela “abre a caixa de maldades a quem considera seu desafeto”.

Já em relação ao prefeito, de acordo com Salata, um dos pontos da ação eleitoreira antecipada estaria na contratação de mão-de-obra terceirizada, por meio da qual o governo estaria contemplando cidadãos de modo geral.

“O Tribunal de Contas não sabe, o Ministério Público não sabe, mas este governo está extra­po­lando todos os princípios estabelecidos na Carta Magna, no que diz respeito à lisura frente a cargo público”, disse o vereador.

Salata informou que seu foco está em duas secretarias, “que estão fazendo campanha política antecipada”: a primeira é a Saúde, “que tem um secretário oculto (no caso ele se refere ao ex-vereador Hilário Ruiz), que entrega medicamentos e exames a seus eleitores”.

A segunda “é a de Assistência Social, um verdadeiro absurdo”, diz o vereador. Segundo ele, o setor “tem funcionários para todo lado, você chega lá e ‘tromba’ com as pessoas”. Além disso, a secretária Cristina Reale, no seu entender, “tem um comportamento que afronta os princípios da administração pública, além do que persegue quem não concorda com ela, é nepotista e merece intervenção desta Casa (de Leis)”.

Outra acusação grave de Salata foi a de que Reale estaria “há dois anos e meio fazendo campanha” e teria aberto sua “caixinha de maldades contra aqueles que considera seus desafetos”.

Salata entende que “é muito grave, gravíssimo, e nós, como agentes políticos que temos representação popular outorgada pela população, temos que combater estes excessos, porque não é possível que aqui, sendo a caixa de ressonância da comunidade, venhamos admitir estes fatos imorais e ilícitos”.

 


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
14 de Outubro, 2019
Tudo pronto - 560
14 de Outubro, 2019
Os cuidados durante a gravidez - 650
14 de Outubro, 2019
A Dona Do Pedaço – Vol. 2 – Trilha Sonora é lançado - 635
14 de Outubro, 2019
O documentário Hilda Hilst Pede Contato já está disponível - 624
14 de Outubro, 2019
Pão Integral de Aveia - 538


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       
















Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites