iFolha - Tem muitos candidatos prometendo o céu mas disseminando o inferno que pode matar ou aleijar

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 05 de Dezembro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 04/12/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 18 de Outubro, 2020 - 19:03
Tem muitos candidatos prometendo o céu mas disseminando o inferno que pode matar ou aleijar

“Eu enceno o papel do salvador. Você daquele
que vai se beneficiar da salvação. Mas quando
as cortinas se fecharem e tiver que voltar
para a realidade sentirá a navalha cortando
sua própria carne, sem saber que está apenas
pagando o ingresso da peça teatral
que achou que era de graça.

Mestre Baba Zen Aranes

QUE EM ÉPOCA DE ELEIÇÃO ...

... as pessoas se transformam em chapeuzinhos vermelhos, sempre propensas a ser enganadas pelos lobos maus que pululam pelas ruas, ou seres propensos a cair no conto do vigário, da carochinha, dentre outros, acho que ninguém duvida. Pelo menos aqueles que têm um mínimo de neurônios fazendo sinapse constantemente.

MAS, COM CERTEZA, ...

... o que está acontecendo atualmente transcende tudo isso. É mortal.

EM PLENA PANDEMIA, ...

... chegam vídeos e mais vídeos para este colunista, mostrando festas regadas a muito churrasco e bebidas à vontade, promovidos por candidatos, sem máscara, sem distancia­mento, e abraçando, beijando e apertando a mão de todos, para venderem as suas promessas “incum­príveis”, totalmente fora da realidade, mas passíveis de alimentar o sonho de dias melhores de um povo criado para ser animal de produção.

SE ANTES ...

... esse momento era esperado com ansiedade por quem quer sempre levar vantagem (mas está rifando seu futuro por migalhas), como uma oportunidade de se locupletar com a bebida e a comida que pensa que é de graça, mas cuja conta virá estratosférica no futuro, em forma de má administração, de falta de remédios, de falta de médicos, de falta de emprego, da continuidade de uma vida cada vez mais difícil e depressiva.

HOJE, NO ENTANTO, ...

... esta conta pode vir bem mais rapidamente e de forma mortal.

NÃO VAI MATAR ...

... pela fome, pela falta de remédio ou de médicos, mas pode ceifar a vida pelo transmitir do vírus maca­bro que, em grande per­cen­tual, se não mata, deixa sequelas para o resto da vida e que podem se transformar em um pesadelo interminável de sofrimento real.

É QUE ESTES ...

... seres imbecis, ignorantes e assassinos estão fazendo campanha como se não estivéssemos ainda vivendo momento preo­cu­pante da pande­mia, com os países onde ele chegou mais cedo já vivendo a chamada segunda onda e com a cidade ainda tendo que enterrar pelo menos um de seus cidadãos a cada dois dias, sem contar as dezenas de outras mortes que ocorrem por outras causas que não tem como falar que mesmo que indiretamente também têm relação com o vírus mortal.

É SÓ COMPARAR ...

... a página deste jornal onde são publicados os falecimentos dos últimos dias. Se no passado eram três ou quatro por semana, agora são dezenas. O que mudou? Estamos vivendo a pandemia! Se ela não estivesse aí, teríamos todos estes mortos, principalmente pessoas idosas? Eis a questão! No ano passado não tínhamos. Os números eram infinitamente inferiores. Portanto ... tem muito mais gente sendo assassinada pelos imbecis do que dizem os números oficiais.

AGORA, COMO ...

... acreditar que se o candidato, ou os candidatos que não estão levando a sério as medidas preventivas e espalhando a morte pela cidade por serem imbecis, desprovidos de massa encefálica, jegues, jumentos, burros, idiotas e assassinos, terão condições de administrar ou criar leis para um município que está passando por um momento crucial de sua existência em que pode caminhar para o progresso ou virar uma cidade fantasma, com milhares de apartamentos, casas de temporadas sem ter quem ocupar, sem indústrias, sem empregos e viver uma verdadeira distopia provocada pela fome? É simples assim.

UMA CIDADE ...

... governada por bandidos xucros, como vai reagir se tivermos uma segunda onda, ou uma nova pandemia por outro vírus ainda pior? Você decide!

GRANDE PARTE, ...

... com certeza, vai continuar se embebedando e aproveitando as migalhas que são lançadas ao chão, vendendo a alma, o corpo, a própria vida, para estes demônios que não têm noção do tamanho do mal que representam e que um dia também terão que pagar, acertar as contas, seja aqui, ou no inferno, seja diretamente, ou vendo o sofrimento de seus descendentes.

José Salamargo ... chegando no estágio crucial do reflexivo Simão Baca­marte, personagem de “O Ilusionista”, de Machado de Assis, que, ao final, após achar que todos são loucos menos ele, dá alta para toda uma cidade internada em seu manicômio e se interna.

Socorro ... me internem numa cabana à beira do rio Guaporé ... pois não consigo mudar o destino deste povo que amo ... não consigo me fazer entender ... estou cansado de ver triunfar tantas nulidades ... mas, com certeza, mesmo vendo prosperar a desonra, sentindo o crescer da injustiça, ver agigan­ta­rem-se os poderes nas mãos dos maus... ainda não desanimei da virtude, nem estou rindo da honra e, principalmente, ainda não tenho vergonha de ser honesto. Continuo acreditando que o amor incondicional, aquele que o filósofo de Nazaré pregou, um dia vai imperar... Enquanto isso, patrocinem o final dos meus dias com a criação de uma aldeia Aran­tos­­télica, uma tribo com os meus e aqueles que quiserem viver sem ódio no meio da selva amazônica ... claro, em área em que as bestas do inferno não estejam promovendo queimadas ...


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
04 de Dezembro, 2020
Servente de pedreiro chega a arrancar olho de jardineiro com pazadas e Estado cria força tarefa para fiscalizar uso de máscaras e aglomerações foram os principais temas do Cidade em Destaque de sexta-feira, 04. - 117
03 de Dezembro, 2020
Quando chegará a vacina da Covid-19 foi o principal tema discutido no programa Cidade em Destaque de quinta-feira, 03. - 123
02 de Dezembro, 2020
Prefeitura confirma que não haverá Réveillon e Natal em Olímpia contará com decoração na praça, em ruas do centro e na Avenida Aurora foram os principais assuntos do Cidade em Destaque de quarta-feira, 02. - 109
01 de Dezembro, 2020
Dona de casa denuncia festa com mais de 500 pessoas em chácara na área rural em Olímpia e ponte histórica é instalada na Avenida dos Olimpienses foram alguns destaques do Cidade em Destaque de terça-feira, 01. - 288
30 de Novembro, 2020
Segunda onda pode chegar a Olímpia semanas após capital e a farra do boi continua com bares e restaurantes sem fiscalização foram alguns assuntos do Cidade em Destaque de segunda-feira, 30. - 145


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites