iFolha - Três mulheres de Baguaçu agridem uma professora de Olímpia na frente do filho

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 22 de Maio de 2019
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 20/05/2019
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Canal da Nicole
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 03 de Março, 2019 - 18:42
Três mulheres de Baguaçu agridem uma professora de Olímpia na frente do filho

VÍDEO COM CENAS FORTES!

Três mulheres, residentes do distrito de Baguaçu, vieram a Olímpia no último dia 26 e ficaram esperando outra mulher aparecer, e quando viram que estava para sair de casa, entraram no interior de residência e a retiraram à força para fora para poder agredi-la com socos e pontapés na frente de sua filha de poucos anos de idade.

Não esperavam, no entanto, que o local tivesse câmeras de se­gurança que gravaram todo o episódio. Nele uma das agressoras aparece segurando a criança no colo chorando enquanto outras duas agridem a mãe na parte exterior da residência.


No Boletim de Ocorrências registrado na Delegacia da Mulher de Olímpia, por ameaça, lesão corporal e dano, consta que o fato ocorreu por volta de 15 horas do dia 26 de fevereiro, uma terça-feira, na rua Adriano Correia Blanco, na Cohab III, quando a pro­fessora Aline Cristina Barbosa,de 29 anos, teria sido agredida pelas moradoras do distrito de Ba­gua­­çu, Mercia Maria do Nascimento Sales, faxineira de 22 anos, Paola Fer­nanda dos Santos Rafael, estudante, de 18 anos e Renilda Aparecida Santos, também professora.

Segundo Aline contou na delegacia da Mulher, há alguns meses vinha sendo perseguida pelas autoras e na data dos fatos a vítima estava em sua casa esperando chegar a hora de ir buscar os filhos na escola, quando saiu para fora e reconheceu o carro de Renil­da que estava estacionado na esquina.

Explicou a professora que quando percebeu que algo estranho estava acontecendo, notou a presença de Mercia em seu jardim com um cabo de vassoura e Paola um pouco acima de sua casa, com Isabela abaixo. Ela então retornou correndo para a sua casa com sua filha pequena no colo. Mas todas as acusadas entraram (e tudo foi registrado pelas câmeras de segurança) na casa e a ar­rastaram para fora, quan­­do começaram a a­gredi-la.

A vítima ficou com hematomas e afirmou que teve subtraído de sua bolsa no interior de seu carro a importância de R$ 2 mil, além de ter seu veículo danificado por uma da autoras que teria utilizado o cabo de vassoura para provocar os danos.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
20 de Maio, 2019
Vida real - 61
20 de Maio, 2019
Os amigos da cabeleira - 59
20 de Maio, 2019
O CD da novela Verão 90 chegou nas lojas - 59
20 de Maio, 2019
O filme Oitava Série chegou nas locadoras - 51
20 de Maio, 2019
Arroz-doce Caramelizado - 63


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       




























Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites