iFolha - Você sabe o que artrose?

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 31 de Outubro de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 31/10/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA


Olimpia, 13 de Outubro, 2020 - 14:45
Você sabe o que artrose?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, até o ano de 2050, a quantidade de idosos deverá duplicar no mundo, sendo que no Brasil o crescimento do número de pessoas com mais de 60 anos deverá passar de 12,5% para 30%. Paralelamente, aumentam também as doenças degenerativa do corpo, e uma delas é a osteoartrose ou simplesmente artrose.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, OMS, 9,6% dos homens e 18% das mulheres com idade superior a 60 anos sofrem com o problema. Cerca de 80% das pessoas com osteoartrose têm limitações de movimento e 25% não podem executar as principais atividades da vida diária, como abrir uma caixa de alimento, dirigir, caminhar, subir escadas, levantar e segurar objetos.

A explicação é que as extremidades dos ossos do corpo são cobertas por uma superfície lisa, chamada cartilagem, que atua como uma espécie de almofada para as articulações, permitindo que os movimentos sejam realizados sem impacto. Quando a pessoa desenvolve artrose, a cartilagem é lesada, causando problemas de movimento, inflamação da articulação e deformação. Qualquer articulação do corpo pode ser prejudicada, mas as mais comuns são as dos dedos, joelhos, quadris, coluna lombar e cervical.

Os sintomas podem variar de acordo com a articulação afetada e grau da lesão. Os principais são dor e rigidez, especialmente no período da manhã ou ao descansar depois de um dia de atividades. As articulações podem ficar inchadas, especialmente após atividade prolongada. Se o problema for no quadril, a dor será sentida na região da virilha ou nas nádegas e, às vezes, no interior do joelho ou na coxa. Caso seja nos joelhos, a pessoa terá a sensação de ‘ranger’, quando se movimentar. Nos dedos, há crescimento ósseo (nódulos) na borda das articulações, o que pode deixá-los inchados, deformados e vermelhos e gerar dor na base do polegar. Nos pés, dor e sensibilidade são sentidas na base do dedão e pode haver inchaço nos tornozelos ou pés.

O diagnóstico da artrose é realizado durante consulta médica, a partir do histórico do paciente e exame físico. Alguns outros testes podem contribuir com a diagnóstico, como raio-X, que mostra danos e outras alterações relacionadas à osteoartrose, ressonância magnética, que proporciona melhores imagens de cartilagem e outras estruturas para detectar precocemente anormalidades típicas da doença, e aspiração articular, análise de fluído retirado da articulação com uma agulha, sob anestesia local, para encontrar evidências de cristais ou deterioração das articulações.

A artrose é uma doença crônica, sem cura. Os tratamentos estão disponíveis para controlar os sintomas. Os principais são pílulas, xaropes, cremes ou loções, além de injeções nas articulações, com analgésicos, anti-inflamatórios e corticoides. A fisioterapia e a terapia ocupacional também são indicadas. Dispositivos de apoio podem ajudar com a função e mobilidade, como muletas, bengalas, andadores, talas, calçados ou ferramentas úteis, como abridores de frasco ou calçadeiras de cabo longo. Em casos mais avançados da doença, a cirurgia pode reparar ou substituir articulações severamente danificadas, especialmente nos quadris ou joelhos.
Por muito tempo, a osteoartrose foi creditada exclusivamente ao ‘desgaste’ das articulações ao longo dos anos, porém, atualmente, os cientistas a veem como uma doença da articulação influenciada por múltiplos fatores, como genes, sobrepeso, lesões e uso excessivo das articulações, problemas ósseos e distúrbios da articulação, como a artrite reumatoide. Por isso, para prevenir a doença, é preciso praticar atividade física, controlar o peso e estimular a mobilidade, realizando alongamento das articulações.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
31 de Outubro, 2020
Debate entre os candidatos a prefeito de Olímpia será na 4ª feira na OAB e transmitido por consórcio de imprensa - 41
31 de Outubro, 2020
Acidente mata o presidente do Conselho do Thermas advogado Mário F. Montini - 1132
29 de Outubro, 2020
Motorista da Daemo denúncia suposta proposta para sabotar água da cidade e juiz manda suspender o “Blog da Verdade” foram os principais assuntos do Cidade em Destaque de quinta-feira, 29. - 256
29 de Outubro, 2020
Gravação surpresa do vereador Niquinha agradecendo as orações que recebeu, mais uma morte por Covid-19 e a extinção do processo do “chapeludo” foram os temas principais do Cidade em Destaque de quarta-feira, 28. - 209
28 de Outubro, 2020
Prefeitura interdita ponte na vicinal Matadouro/Kimberlit - 186


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites