iFolha - Volta ao mundo através de belos destinos

Ifolha - Folha da Região


Olimpia, 01 de Junho de 2020
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 31/05/2020
REGISTRE-SE
SUGIRA O SITE PARA UM AMIGO

 


Notícias
Arte e Cultura
Cidades
Comportamento
Economia/Turismo
Educação
Esportes
Falecimentos
Geral
Justiça
Polícia
Política
Saúde
Entretenimento
Bastidores/TV
Beleza
CD/Dicas
Cinema
Classificados
  - Casas
  - Carros
  - Motos
  - Diversos
Coluna da Bruna
Culinária
  - Doces
  - Salgados
Datas
Dicas
Empresas
Horóscopo
Humor
Livros
Notícias/TV
Novelas
Perfil/TV
Viagem
Viver Bem
Opinião
Artigos
Coluna do Arantes
Editorial
Zanoliando
Rádio / TV
Cidade em Destaque
Radio iFolha
TViFOLHA

Ifolha

Olimpia, 18 de Maio, 2020 - 14:49
Volta ao mundo através de belos destinos

1- A Catedral de São Basílio está localizada na Praça Vermelha, em Moscou, capital russa. A catedral é conhecida mundialmente por suas características cúpulas coloridas, em forma de bulbo / GB Imagem

 

2- Petra, na Jôrdania, é famosa principalmente pelos seus monumentos escavados na rocha e que apresentam fachadas do tipo helenístico / GB Imagem

 

3- Alhambra (Castelo Vermelho) um antigo palácio e complexo de fortificações dos monarcas islâmicos de Granada, no sul da Espanha, ocupa o alto de uma colina arborizada, a sudeste da cidade. O lugar está cercado por uma muralha flanqueada de 13 torres / GB Imagem

 

4- A Acrópole de Atenas, na Grécia, é a mais famosa de todas. Acrópole é um bairro central de uma cidade antiga da Grécia, semelhantes ao centro das cidades modernas / GB Imagem

 

5- Machu Picchu é mais conhecida como a “Cidade Perdida dos Incas”. Localizada em uma montanha, a 2057 metros de altitude, no vale Urubamba, no Peru, o local é provavelmente o símbolo mais típico do Império Inca / GB Imagem

 

 

Parte 2/3

 

Nesta edição continuaremos nossa volta ao mundo, conhecendo os lugares mais visitados do universo, assim você pode sonhar e se planejar para realizar sua viagem inesquecível assim que a pandemia passar.

Nossa primeira parada é a Rússia, para visitar o ponto turistico mais famoso da ex-nação comunista. É claro que estamos falando do Kremlin; sinônimo de fortaleza em russo, a palavra refere-se a qualquer complexo fortificado encontrado nas cidades russas históricas. E é logico que o mais conhecido de todos é o Kremlin de Moscou, sede do governo russo.  E o turista também pode desfrutar, bem em frente ao Kremlin, a famosa Praça Vermelha, que ficou mundialmente conhecida pelos desfiles militares durante a era da União Soviética. Lindo também é apreciar a Catedral de São Basílio. Localizada na Praça Vermelha, a catedral é conhecida por suas características cúpulas em forma de bulbo.  Pertencente a Igreja Ortodoxa Russa, a igreja teve sua construção ordenada pelo Czar Ivan, o Terrível, para comemorar a conquista do Catão de Kazan. Sua construção ocorreu de 1555 a 1561, depois da construção ser terminada, o Czar mandou arrancar os olhos do arquiteto para que não pudesse construir outra coisa igual.

Agora vamos dar uma girada mais forte no globo e ir diretamente para a Jôrdania. Mais exatamente na cidade de Petra, um importante sítio arquiológico, situado na bacia entre as montanhas que formam o flanco leste de Wadi Araba, o grande vale que vai do Mar Morto ao Golfo de Agaba. Petra é famosa principalmente pelos seus monumentos escavados na rocha e que apresentam fachadas de tipo helenístico (como o célebre Khazneh). Hoje o lugar faz parte do Patriônio Mundial da UNESCO e encanta turistas dos quatro cantos do planeta.

Nosso próximo destino é Alhambra (Castelo Vermelho), um antigo palácio e complexo de fortificações dos monarcas islâmicos de Granada, no sul da Espanha, que ocupa o alto de uma colina arborizada, a sudeste da cidade. O lugar está cercado por uma muralha flanqueada de 13 torres. O nome do lugar deriva provavelmente da cor dos tijolos de taipa, secos ao sol e confeccionados em argila e gravilha, das quais são feitas as muralhas exteriores.

Deixando a Espanha, vamos dar um pulo na Grécia e conhecer a arte e a arquitetura gregas do Século V a.C.  que têm sido foco de interesse popular e erudito, graças ao legado de prédios e esculturas desse período. Um dos maiores exemplos é a Acrópole de Atenas, que ainda encanta multidões de turistas e artistas.  

Apesar de não ser a única acrópole do mundo, a Acrópole de Atenas é a mais famosa de todas. Acrópole é um bairro central de uma cidade antiga da Grécia, semelhantes ao centro das cidades modernas. A acrópole contém sedes administrativas civis e religiosas, geralmente situadas em uma colina ou outro ponto de fácil defesa.

A Acrópole mais famosa da Grécia foi construída por volta de 450 a.C. sob a administração de Péricles, estadista grego. Foi dedicada a Atena, deusa padroeira da cidade. A maioria das estruturas da Acrópole de Atenas hoje é formada por ruínas. No entanto, várias ainda estão de pé, entre elas: Propileu; o Partenon, templo principal de Atenas; o Erectéion, templo dos deuses do campo; e o Templo de Atenas Nica, símbolo de harmonia do Estado de Atenas.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                

Atualmente, quatro milhões, dos dez milhões de habitantes da Grécia, moram na capital Atenas, que como em todas as grandes capitais, sofrem com a poluição e o transito caótico. No verão a temperatura é muito abafada. Mas estes não são empecilhos para os turistas que querem conhecer esta maravilha, que mistura em suas atrações o presente e o passado.

Atenas é o ponto de partida para quem conhecer as maravilhas gregas. Uma sugestão de diversão são os bares do bairro de Lolonaki, onde os turistas podem sentar em mesas colocadas nas calçadas.

Mas agora vamos girar o globo mais uma vez e descobrir os mistérios de Machu Picchu, mais conhecida como a “Cidade Perdida dos Incas”. Localizada em uma montanha, a 2057 metros de altitude, no vale Urubamba, no Peru, o local é provavelmente o símbolo mais típico do Império Inca. O lugar foi elevado à categoria de Patrimônio Mundial da Humanidade, pelo UNESCO, e já é considerado um dos pontos históricos mais visitados do planeta.

Um dos mais importantes sítios arqueológicos da América do Sul, muitos dos tesouros de Machu Picchu foram furtados por seu próprio descobridor, Hiram Bingham que, entretanto, nos legou uma obra prima da humanidade. Há várias formas de se dirigir a Machu Picchu. Pode-se fazer a famosa trilha inca (paga); tomar um trem rápido em Ollamtatambo (cidade próxima) ou tentar algumas trilhas alternativas, sob o risco de assalto. Apesar da crescente comercialização do local, vale a pena ir à cidade, sendo recomendável a compra prévia de alguns materiais com o roteiro necessário. Consulte seu agente de viagens e boa diversão!

Na próxima semana, vamos explorar mais alguns pontos turisticos que são admirados mundialmente.


Comentários - 0
Seja o primeiro a comentar
 
Ultimas Noticias
31 de Maio, 2020
Latrocida que matou tios em Olímpia é acusado de matar presidiário na penitenciária de Florínia - 372
31 de Maio, 2020
Presidente renuncia e vice assume a presidência do Olímpia Futebol Clube - 361
31 de Maio, 2020
Tentaram aplicar golpe do covid-19 em funcionária pública de Olímpia - 261
31 de Maio, 2020
Homem com máscara facial quebra câmera de monitoramento na Av. Constitucionalista de 32 - 228
31 de Maio, 2020
Prefeitura inicia a construção da rotatória que liga vicinal ao bairro Quinta da Colina - 128


Compartilhe: Facebook Orkut Twitter
       








Site oficial do jornal Folha da Região de Olímpia | Fone: (17) 3281 6432
Desenvolvido por Infinity Web Sites